segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

UMA MISSÃO ESQUECIDA














Jesus cumpriu sua missão: esteve neste mundo amando e salvando o mais perdido pecador. Sua misericórdia nos alcança e sustenta, nos faz viver em paz e enche nosso coração de esperança. A vida de Jesus não se resume no seu nascimento, que é comemorado todos os anos, também não se resume nos milagres que Ele fez, nem na sua morte redentora. A história de Jesus não acabou naquele sepulcro tapado por uma grande pedra, pois ao terceiro dia nosso Senhor ressuscitou. Essa é a nossa vitória! O nosso Redentor vive Eternamente. Sem dúvida, existe um fato da vida de JESUS que muitos se esqueceram ou até mesmo nunca ouviram falar que é: A Vinda de Jesus. Ele prometeu e vai voltar! Vai voltar e levar para junto dEle um povo separado e zeloso de boas obras para morarem na linda Cidade Celestial, a Nova Jerusalém. La não haverá choro, nem tristeza, nem morte ou dor, mas a paz reinará e o gozo será eterno. Mas enquanto esse mesmo povo que Ele virá em breve buscar estiver aqui, terá uma grande missão a cumprir, seguindo sempre o grande exemplo de Jesus. Vamos observar com atenção o texto que está em Mateus 10.1 ao 42.Vou destacar alguns versículos nessa mensagem e comentar, mas recomendo a leitura na íntegra desse texto. Jesus chamou seus discípulos e lhes deu poder para expulsarem espíritos imundos e curarem os enfermos. Mandou que eles pregassem primeiro ali mesmo em Israel e que anunciassem que é era chegado o Reino dos céus. Mandou que eles limpassem os leprosos e ressuscitassem os mortos e que fizessem tudo de graça, ou seja, sem cobrarem valores pelas obras que faziam. Deu-lhes a ordem de não possuírem ouro, prata, nem cobre e ensinou que digno é o operário do seu salário. Mandou que entrassem nas cidades e aldeias e que procurassem a casa de alguém digno onde pudessem se hospedar. Mandou que quando entrassem em alguma casa, a saudassem com a paz. Se a casa fosse digna, receberiam a paz, mas se não, a paz voltaria para eles. E se as pessoas não dessem ouvido ao que eles diziam, que batessem até o pó que pisaram naquela cidade. Mas será que essa missão já foi totalmente cumprida? Será que foi somente para aqueles discípulos? Eles já morreram e a história continua. Ainda existem pessoas a serem libertas dos espíritos imundos, ainda existem doentes, ainda tem quem nunca entendeu a necessidade de ter um Salvador. Você acha mesmo que essa ordem foi somente para aqueles doze discípulos? E hoje, quem vai continuar evangelizando? Temos visto muitas Igrejas, muitos homens com títulos de apóstolos, muitos que dizem pertencerem a Jesus, mas poucos fazendo o que Ele ordenou. Agora é a nossa vez de expulsarmos os espíritos imundos e curarmos os enfermos, em nome de Jesus. É a nossa vez de pregarmos o evangelho na nossa cidade, ou melhor, primeiro em casa, aos nossos familiares e, somente depois pensar em pregar no Brasil inteiro e até pelo mundo afora. Esse evangelho que prende você a uma placa de Igreja não é o de Jesus. Você não está cumprindo sua missão ao frequentar os cultos e cantar, orar e pregar dentro da Igreja. Nossa missão é convencer o mundo de que ele está perdido sem Jesus, mesmo que para isso tenhamos que enfrentar afrontas e desafios que nos causam temor. Ele disse que nos enviaria como ovelhas no meio de lobos. Avisou-nos que seriamos perseguidos por causa de Seu Nome. Sinta o peso destas palavras ditas por Jesus: “E quem não toma a sua cruz e não segue após mim, não é digno de mim (Mt 10.38)”. Lembremos dessa missão esquecida!

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

UMA OUTRA HISTÓRIA DA FORMIGA

Todos os dias uma formiga chegava cedinho ao escritório e pegava duro no trabalho
A formiga era produtiva e feliz.
O gerente marimbondo estranhou a formiga trabalhar sem supervisão.
Se ela era produtiva sem supervisão, seria ainda mais se fosse supervisionada.
E colocou uma barata, que preparava belíssimos relatórios e tinha muita experiência, como supervisora.
A primeira preocupação da barata foi a de padronizar o horário de entrada e saída da formiga.
Logo, a barata precisou de uma secretária para ajudar a preparar os relatórios e contratou também uma aranha para organizar os arquivos e controlar as ligações telefônicas.
O marimbondo ficou encantado com os relatórios da barata e pediu também gráficos com indicadores e análise das tendências que eram mostradas em reuniões.
A barata, então, contratou uma mosca, e comprou um computador com impressora colorida. Logo, a formiga produtiva e feliz, começou a se lamentar de toda aquela
movimentação de papéis e reuniões!
O marimbondo concluiu que era o momento de criar a função de gestor para a área onde a formiga produtiva e feliz, trabalhava.
O cargo foi dado a uma cigarra, que mandou colocar carpete no seu escritório e comprar uma cadeira especial.
A nova gestora cigarra logo precisou de um computador e de uma assistente (sua assistente na empresa anterior) para ajudá-la a preparar um plano estratégico de melhorias e um controle do orçamento para a área onde trabalhava a formiga, que já não cantarolava mais e cada dia se tornava mais chateada.
A cigarra, então, convenceu o gerente marimbondo, que era preciso fazer um estudo de clima.
Mas, o marimbondo, ao rever as cifras, se deu conta de que a unidade na qual a formiga trabalhava já não rendia como antes e contratou a coruja, uma prestigiada consultora, muito famosa, para que fizesse um diagnóstico da situação. A coruja permaneceu três meses nos escritórios e emitiu um volumoso relatório, com vários volumes que concluía: Há muita gente nesta empresa!
E adivinha quem o marimbondo mandou demitir? A formiga, claro, porque ela andava muito desmotivada e aborrecida..."

"PESSOAS INTELIGENTES FALAM SOBRE IDÉIAS;
PESSOAS COMUNS FALAM SOBRE COISAS;
PESSOAS MEDÍOCRES FALAM SOBRE PESSOAS."
FONTE: http://paginasilustrativas.blogspot.com/2010/02/outra-historia-da-formiga.html

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

TUDO É POSSÍVEL AO QUE CRÊ

















Como é bom ouvir essa afirmação que intitula a mensagem de hoje!Mas temos a tendência de nos alegrarmos nessa afirmação sem prestar atenção no seu real sentido. A frase começa dizendo que tudo é possível e, sem acabar de ler ou ouvir o seu final, já comemoramos como se não precisássemos fazer nada, a não ser querer alguma coisa. Não basta querer para que tudo seja possível, pois o que torna tudo possível é a atitude de crer. Muitas pessoas usam a prática da autoafirmação positiva pensando que isso é crer - repetem incessantemente: Eu posso; eu consigo; eu vou conseguir; eu já consegui, porque eu quero, eu posso! Essa atitude orgulhosa de pensar que só porque queremos alguma coisa vamos obter o que desejamos, tem sido o motivo para tantos casos de pessoas depressivas, pessoas que se sentem frustradas por não terem alcançado o alvo. Pessoas que acreditaram que tudo o que desejavam lhes seria possível, se esquecendo que tudo é possível somente ao que crê. Mas se não é em nós mesmos e nos nossos próprios esforços que devemos crer, então devemos crer em que? Nos outros? Nas possibilidades? Nas evidências? Não, a pergunta não deve ser em QUE devemos crer para que tudo seja possível, mas sim, em QUEM devemos crer para que tudo seja possível. Só existe uma maneira de realizarmos o impossível: CRENDO EM JESUS. Vejo muitas pessoas derramarem lágrimas ao ouvirem um profeta anunciando uma mensagem , vejo pessoas saltitantes de alegria ao ouvirem a afirmação de uma letra de música, vejo pessoas vibrarem ao receberem uma promessa feita por um outro alguém, mas vejo poucas pessoas se alegrarem nas palavras do Senhor Jesus. É raro ver alguém tirar tempo para a leitura da Palavra. É difícil encontrar pessoas buscando realmente a face do Senhor para que tenham sucesso em seus planos. É mais fácil confiar em alguém que podemos ver, ouvir e tocar. Mas para alcançar o impossível, até que ele se torne possível, é preciso crer. Crer em Jesus! Se você tiver que se alegrar e se orgulhar de poder conquistar até mesmo o impossível, que seja na promessa feita pelo Senhor Jesus em Marcos 9.23: “Se tu podes crer; tudo é possível ao que crê”.

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

RELACIONAMENTO ENTRE CASAIS




Às vezes, as coisas boas acabam. E as coisas más continuam a acontecer, muitas vezes por negligência ou até mesmo medo. Talvez o problema não esteja no elevado número de divórcios que se tem visto ultimamente, mas sim no elevado número de casamentos que se têm efetuado sem responsabilidade.


Mas afinal, quando é que uma relação deve terminar? Simples: quando já não acrescenta nada de bom na vida de um ou dos dois. Ou seja, se não está obtendo o que quer ou precisa da pessoa que está namorando, ou se você percebeu que não era exatamente isto o que você deseja para a sua vida. Talvez tenha chegado a hora de partir para outra.


Pode parecer muito egoísta, mas a verdade é que ninguém ficaria feliz numa relação em que só uma das partes continua ligada à outra por pena ou por obrigação...


E como é que você vai saber se deve ou não terminar a relação? Alguns sinais normalmente mostram que a coisa já não vai muito bem. Mas tenha em mente que é normal algumas situações acontecerem de vez em quando, sem que isso queira dizer que a sua relação está acabando !


· Se você já não conta mais as horas ansiosamente para estar com ele(a), ou se já não tem muita paciência para ouvir as reclamações e acha que uma conversa entre vocês é uma espécie de trabalho árduo pode ser um mau sinal.


· Comparações entre o(a ) seu(a) namorado(a) com outros(as) e ele(a) sai sempre perdendo. Isto acontece muito quando se acha outras pessoas mais atraentes. Se ele(a) não é bem aquilo que você queria e que muitas coisas precisam mudar, talvez seja mais fácil procurar alguém que encaixe nas suas medidas.


· Críticas por tudo e por nada. Se está sempre enchendo a cabeça do outro por qualquer coisinha ( se o fato do cabelo está penteado para direita é porque está do lado direito. Se está penteado para esquerda é porque está para esquerda... Enfim, não há maneira de te agradar !!! ), talvez o problema não esteja nele(a), mas sim em você !


· Quando gostamos de alguém, temos tendência a ignorar certos aspectos que, em outras situações, até nos poderiam desagradar. Se está tendo dificuldade em fazer isto, pode ser um mau sinal...


· Está sempre tentando mudá-lo(a). É comum uma pessoa apaixonar-se por outra que faz aumentar a quantidade de adrenalina no sangue e, mais tarde, descobrir que essa adrenalina, a longo prazo, só por si, não chega. Também há pessoas que se perdem de amores por alguém pela sua calma e que acabam por achar que é exatamente a muita calma dessa pessoa que está a acabar com a atração! Tentar mudar a pessoa pela qual nos apaixonamos é, no mínimo, um contra-senso.


· É sempre você quem se dá. As relações são feitas de uma troca mútua de afetos. Se uma das partes só recebe, é sinal que não está empenhada em fazer com que a relação resulte.


· Já não se sente bem em relação a você mesmo(a). Pode parecer estranho, mas lembre-se de como se sentia quando vocês começaram a sair juntos... Sentia-se bem, não é? Se este sentimento não existe mais... Bem, é hora de rever a relação !


Devemos esgotar todas as tentativas para tentar recuperar o namoro ou o noivado, mas é preciso repensar e refletir se vale a pena continuar. A oração, a orientação divina é a melhor forma de sabermos o que devemos fazer com as nossas vidas. Deus é o melhor conselheiro!


" Entrega o teu caminho ao Senhor, confia nEle e o mais Ele fará." ( Salmo 37:5 )




(Texto de Viviane Castanheira - retirado de www.elnet.com.br)

Piercing


Piercing Cultural ou Cultual?

Muitos jovens hoje dentro das igrejas, usam ou querem usar tatuagens, piercing, sem conhecer uma posição clara da igreja. Devem tatuar e usar piercing ou não? É pecado, é errado, ou não? Qual a aposição da igreja diante dessas “necessidades” da juventude?

Vivemos em um mundo globalizado, onde a cultura de um povo em particular, já não é tão particular, mas compartilhada para outras culturas a milhares de quilômetros, incorporando na linguagem, gestos, alimentação, aparência, etc. Toda cultura possui elementos que precisam ser conservados e outros que precisam ser transformados pelo evangelho. Esta cultura globalizada faz com que elementos de uso e costumes que pertencem a uma cultura distante, remota, torne-se parte de outra cultura, ou de todo o mundo. As palavras em inglês que foram incorporadas em nossa cultura como hambúrguer, são usadas como se fossem nossas; a comida chinesa e japonesa, pratos italianos, gravatas, ternos, sapatos, nossa liturgia religiosa, etc.

O piercing ou pendente de Rebeca?

Assim, também vem a influência da música, dança, ritmos, tatuagem e piercing, sendo que a origem desses dois últimos itens remota a culturas antigas, como a egípcia, hebraica, mesopotâmia. Os piercing e as tatuagens eram usados para diversos fins, aparência, religião, demonstração de riqueza, beleza e força. A primeira referência que alguns dizem que era um “piercing” na Bíblia está em Gêneses 24.22 e 47, quando o servo de Abraão, Eliezer, fora enviado para arranjar uma noiva para o seu filho Isaque - “Quando os camelos acabaram de beber, o homem deu a jovem um pendente de ouro de seis gramas... então coloquei o pendente em seu nariz e as pulseiras em seus braços”.

Porém esta palavra não se refere ao um “piercing”, mas um pendente ou uma argola geralmente de ouro, que era parte do ornamento usado no nariz ou na orelha por homem, mulher ou ídolo. A palavra “piercing” é uma palavra inglesa que significa “objeto agudo, penetrante, que rompe, dilacera e perfura”. É claro que não podemos chamar o presente de Eliezer de “piercing”, pois não perfurava o nariz, mas um objeto que ficava pendurado. O texto diz – “eu coloquei o pendente em seu nariz... e curvei-me em adoração ao Senhor...”. É claro que diante do poço em que Rebeca dava água para os camelos, Eliezer não perfurou o nariz de uma desconhecida, colocou uma argola e em seguida adorou a Deus.

O presente de Abraão entregue por Eliezer a Rebeca, fazia parte de recompensas pela aceitação da proposta de casamento como pagamento do dote, isso era natural naquela época, é tanto que quando o irmão de Rebeca viu o pendente em seu nariz e as pulseiras em seus braços, ele procurou Eliezer e lhe ofereceu abrigo, aceitando assim a recompensa, palavra em hebraico “mãhar”, que significa, “adquirir mediante (dote) pagamento, o pedido de casamento – “A jovem voltou para a casa e contou tudo a família de sua mãe. Rebeca tinha um irmão chamado Labão. Ele saiu apressado á fonte para conhecer o homem, pois tinha visto o pendente e as pulseiras no braço de sua irmã, e ouvira Rebeca contar o que o homem lhe dissera. Saiu, pois, e foi encontrá-lo para junto á fonte, ao lado dos camelos. E, disse: Venha, bendito do Senhor! Por que ficar ai fora? Já arrumei a casa e um lugar para os camelos”. Gêneses 24.28-31. O pendente em Rebeca não era um “piercing”, mas parte do pagamento de dote de Abraão para o casamento do seu filho Isaque com Rebeca. Havia um significado, um propósito cultural e familiar.

Este mesmo sinal de recompensa do dote de casamento foi dado por Deus a Jerusalém em uma metáfora do seu relacionamento de marido com Jerusalém a sua esposa amada – “Brincos para o nariz e as orelhas, e uma linda coroa para a sua cabeça”. Ezequiel 16.12.

As argolas e pendentes do passado
deixam marcas irreparáveis no presente

Muitas ocasiões os ornamentos no nariz, no tornozelo, na cabeça ou na orelha, eram usados como sinais de opulência, magia e sedução. Vejamos alguns em Isaías 3.16-24.


1. Elas usavam enfeites para flertar e seduzir os homens com o seu corpo - “E por causa da arrogância das mulheres de Sião, que caminham de cabeça erguida, flertando com os olhos, desfilando com passos curtos, com enfeites tinindo em seus calcanhares”.

2. Elas usavam vários enfeites, parecendo muito com o uso que muitas mulheres e homens fazem hoje, com objetivos de magia e sedução:

» “Naquele dia o Senhor arrancará delas: as pulseiras, as testeiras e os colares, os pendentes, os braceletes e os véus, os enfeites de cabeça, as correntinhas de tornozelo...”.

» “Os cintos, os talismãs e os amuletos...”. Elas usavam objetos com fins espirituais de proteção. Esses objetos citados aqui são objetos indicados por demônios como pontos de magia.

» “Os anéis, os enfeites para o nariz”. Observe que o uso aqui já não era como recompensa de dote, mas como enfeites de embelezamento com fins de sedução.

» “As roupas caras, as capas, as mantilhas, e as bolsas; os espelhos, as roupas de linho, as taras e os xales”. O uso de muitos desses enfeites em si não estava errado, mais com o objetivo que elas usavam estava errado e foi censurado por Deus.


3. Por esse motivo, Deus disse que: – “Em vez de perfume haverá mau cheiro, em vez de cintos, corda, em vez de belos penteados, calvície, em vez de roupas finas, vestes de lamento, em vez de beleza, cicatrizes”. Incrível que, até hoje, essas coisas acontecem. Por causa do uso indiscriminado de indumentárias de embelezamentos com fins de sedução e magia, temos visto:

» “Em vez de perfume, mau cheiro”. O cheiro do pecado, lascívia, das doenças sexuais, do câncer, da aids, das drogas, etc.

» “Em vez de cintos, cordas”. O aumento do suicídio, assassinatos, mortes em clínicas de cirurgias plásticas, de aborto, etc.

» “Em vez de belos penteados, calvície”. A calvície provocada pela queda de cabelo por abuso de produtos químicos de embelezamentos; provocada, também, pela quimioterapia para aplacar o câncer.

» “Em vez de roupas finas, vestes de lamento”. Quantas pessoas que pagam caro pelo luxo, não têm paz, sossego, tranqüilidade, só tem lamento e dor.

» “Em vez de beleza, cicatrizes”. Muitas carregam as marcas no próprio corpo; marcas que não saem com sabão.


* * * * * * * *

TATUAGENS

"O que atenta prudentemente para a palavra prosperará; e feliz é aquele que confia no Senhor." - Provérbios 16:20

Você tem estudado a Bíblia? Já fez algum dos cursos Bíblicos gratuitos on-line que temos no www.bibliaonline.net?

Envio abaixo alguns dados e algumas considerações sobre o assunto:

"Não fareis lacerações na vossa carne pelos mortos; nem no vosso corpo imprimireis qualquer marca. Eu sou o Senhor." - Levíticos 19:28.

A revista Galileu número 86 traz algumas informações interessantes sobre a tatuagem nos dias atuais:

A TATUAGEM NUNCA ESTEVE TÃO NA MODA

É impossível ir a praia, sair na rua e não encontrar um desenho, estampada no corpo das pessoas. Para muitos, a tatuagem é um modismo, ou seja, logo passa e assim virá outra febre. Contudo, a tatuagem tem se tornado uma mania mundial e que traz dados interessantes.
Nos Estados Unidos, existem mais de 40 milhões de pessoas adeptas do tal fetiche. Na Europa, o aumento da demanda deu origem a uma nova disciplina acadêmica, a Psicologia da Tatuagem, ensinada nas Universidades de Milão e Roma. Apesar do modismo, a tatuagem não sai do corpo, ou seja, é impossível removê-la, e ao contrário de um modismo, não pode ser trocada a cada estação. Um dos métodos mais avançados para se remover a tatuagem é o chamado PHOTODERM, uma máquina a laser que remove a tinta.
Segundo, o cirurgião Cláudio Roncai: "É um tratamento demorado e caro e o aparelho não representa a solução definitiva, pois normalmente sobram vestígios de pigmentos na pele".

DISCRIMINAÇÕES SOFRIDAS POR QUEM FAZ TATUAGEM

Lizete Araújo, vice-presidente da CATHO, uma firma de consultoria em recursos humanos especializada na recolocação de executivos, afirma: "Normalmente, as empresas adotam os valores da sociedade, que, de maneira geral, ainda rejeitam esses adereços".
Desde a década de 1950, os cirurgiões tentam amenizar a angústia de quem um dia desobedeceu um princípio social e familiar, afirmando que "o corpo é meu", e sofreu o preconceito e agora se encontra arrependido.
A tatuagem pode ser um peso que a pessoa vai carregar para toda a vida e que pode prejudicá-la de três formas distintas:
Socialmente - pois ela vai sofrer discriminação e preconceito.
Emocionalmente - porque a tatuagem é uma marca permanente e, mesmo que a pessoa sinta arrependimento, não conseguirá removê-la totalmente.
Espiritualmente - Quando a pessoa descobrir a origem das tatuagens e verificar por si mesma que ela é instrumento relacionado com deuses e práticas ocultas e pagãs.

ANALISANDO O ASSUNTO PELA BÍBLIA:

"Não fareis lacerações na vossa carne pelos mortos; nem no vosso corpo imprimireis qualquer marca. Eu sou o Senhor." - Levíticos 19:28.

Pelo contexto de Levítico 19:28 e Deuteronômio 14:1,2 podemos compreender que os golpes e marcas no corpo tinham relações com rituais pagãos que envolviam a memória de mortos, faziam parte da identificação e vinculação da pessoa com crenças em deuses e rituais pagãos e eram uma violência praticada contra o corpo.
Assim, não é recomendável que um cristão marque seu corpo com tatuagens, pois o seu corpo é um templo do Espírito Santo. Veja I Coríntios 6:19,20. "Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos? Porque fostes comprados por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo, e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus."
O dragão, preferência absoluta entre os jovens, testemunha o desejo de auto afirmação.
Porém, o dragão na Bíblia simboliza Satanás. Veja Apocalipse 12:9; 20:2
"E foi precipitado o grande dragão, a antiga serpente, que se chama o Diabo e Satanás, que engana todo o mundo; foi precipitado na terra, e os seus anjos foram precipitados com ele."
"E vi descer do céu um anjo, que tinha a chave do abismo, e uma grande cadeia na sua mão. Ele prendeu o dragão, a antiga serpente, que é o Diabo e Satanás, e amarrou-o por mil anos."
Os cristãos devem portanto ouvir as recomendações divinas que estão registradas na Bíblia e procurar em tudo obedecer a Jesus e seguir o Seu exemplo, desligando-se de tudo no mundo que não é edificante.
"Todas as coisas são lícitas, mas nem todas as coisas convêm; todas as coisas são lícitas, mas nem todas as coisas edificam." - I Coríntios 10:23 "Rogo-vos, pois, irmãos, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus." - Romanos 12:1,2
"Portai-vos de modo que não deis escândalo nem aos judeus, nem aos gregos, nem à igreja de Deus." - I Coríntios 10:32
"Não dando nós escândalo em coisa alguma, para que o nosso ministério não seja censurado." - II Coríntios 6:3
Embora não seja o ideal, muitas pessoas hoje em dia estão se tatuando. Não devemos generalizar e dizer que toda a pessoa tatuada está distante do Senhor Jesus.
Se você possui uma tatuagem não pense que não pode aproximar-se de Deus por causa disto. Deus é um pai misericordioso. Ele lhe ama independentemente do seu passado.
Também não devemos concluir que por uma pessoa ter uma tatuagem ela não possa receber os favores de Deus de amor, perdão e direção. Como diz o ditado: “O amor tem bons olhos” e Deus é amor!
Sempre existe esperança de salvação a todos os que antes não conheciam a Verdade e o Caminho. Cristo morreu e pagou pelos pecados de todos. Assim, uma pessoa que era assassina antes, mas conheceu a Cristo, se arrependeu e mudou de caminho, está salva, pois Cristo já pagou o preço de todos os assassinatos que esta pessoa cometeu. Na Bíblia temos várias histórias assim, sendo uma das principais a história do rei Manassés, que foi um dos piores reis de Israel e que só se arrependeu quando perdeu tudo que tinha. Até seus filhos ele queimou no fogo. Imagina! Você acha que teria salvação pra alguém assim? Mas teve! Deus o perdoou quando ele reconheceu que estava errado e se arrependeu.
Deus se importa com a nossa saúde física e aparência. Mas muito mais Ele atenta para o nosso coração. Veja o que Deus falou a Samuel por ocasião da escolha do rei Davi para substituir Saul.
“Mas o SENHOR disse: —Não se impressione com a aparência nem com a altura deste homem. Eu o rejeitei porque não julgo como as pessoas julgam. Elas olham para a aparência, mas eu vejo o coração.” (1 Samuel 16:7 NTLH)
Se você fez uma tatuagem motivado pela ligação com algum ídolo ou falso deus, peça perdão, renuncie ao seu pacto anterior e decida servir ao verdadeiro Deus. O Criador não rejeita nenhum dos seus filhos que vêm à Ele com sinceridade. “Todo aquele que o Pai me dá, esse virá a mim; e o que vem a mim, de modo nenhum o lançarei fora.” (João 6:37 RA)
O importante é você decidir daqui para frente ser fiel ao único Deus verdadeiro.
“Mas, se vocês não querem ser servos do SENHOR, decidam hoje a quem vão servir. Resolvam se vão servir os deuses que os seus antepassados adoravam na terra da Mesopotâmia ou os deuses dos amorreus, na terra de quem vocês estão morando agora. Porém eu e a minha família serviremos a Deus, o SENHOR.” (Josué 24:15 NTLH)
Se você se arrependeu de ter colocado uma tatuagem, não se desespere. Tenha a certeza de que Deus lhe ama de igual forma. O fato de você ter uma tatuagem não irá impedir a sua entrada no reino de Deus.
Jesus nos prometeu uma nova vida e um novo corpo, de carne e osso, só que eterno! Assim, alguém que perdeu um braço ou uma perna, ou não teve visão nesta vida, terá um corpo perfeito na Nova Vida. Isso também resolverá o problema de quem tem tatuagem, entende? De qualquer modo, sempre há esperança de salvação. Jesus quer mudar o interior de todos nós antes de Sua volta. Depois tudo que for exterior será facilmente mudado por ELE!

Carlos Vendet de Souza
EQUIPE DE CONSELHEIROS BÍBLIA ONLINE

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

JOVENS !!!



“Lembra-te também do teu Criador nos dias da tua mocidade, antes que venham os maus dias, e cheguem os anos dos quais venhas a dizer: Não tenho neles contentamento.” Ec. 12.1
Quero trazer uma mensagem voltada para os jovens cristãos, pois sabemos que os jovens são a grande força e o futuro da Igreja, como também o futuro das demais áreas a serem ocupadas na sociedade.
O que Salomão está nos ensinando através dessa passagem? Ele diz: “lembra do teu Criador nos dias da tua mocidade...” Está querendo expressar que o período da nossa vida onde temos maior disposição, energia, vigor, no qual estamos no auge da condição física, é o tempo da juventude.
Sabemos que um jovem quando determina fazer algo e coloca isso na sua cabeça, ninguém pode barrá-lo ou impeli-lo; ele não mede esforços para conquistar ou pôr em prática seus planos. E o versículo ensina que é nesse momento da vida de um homem, na juventude, tempo de toda essa disposição, que devemos gastá-lo com Deus. Lançar toda essa energia e determinação nas coisas de Deus e na sua Palavra. Essa deveria ser a principal meta da juventude cristã: adquirir bagagem, conhecimento de Deus, experiências com Ele, adquirir profundo conhecimento bíblico, gastar horas em oração, começar a desenvolver um ministério, crescer à imagem de Cristo, ser um autêntico discípulo dele. Mas não é isso que tem acontecido com a juventude moderna. Eles estão envolvidos em inúmeras situações que não estão totalmente voltadas para Deus. O jovem de hoje não está sendo preparado para uma vida cristã madura, não está sendo preparado para o ministério, está crescendo superficialmente e com deficiência, sem alicerce e fundamento cristão; este talvez seja o maior perigo que a igreja corre, pois os jovens serão os futuros ministros.
Namoro precoce...
(Vou usar o termo "namoro" aqui porque é o termo mais comum e usado entre os jovens, mas entendo que não existe este termo na bíblia, nem qualquer sujeição ao namoro, segundo as escrituras.)
Quantos cristãos estão gastando sua vida e depositando todos os seus sentimentos em um relacionamento, que na maioria dos casos está fora da direção de Deus, da aprovação dos pais e fora do tempo certo, tornando esses jovens dependentes desse relacionamento. Eles investem toda a força no relacionamento, o que muitas vezes prejudica suas demais áreas da vida como: rendimento na escola e no trabalho, relacionamento com outras pessoas e principalmente prejudica o relacionamento com Deus, e a comunhão com Deus, e também identificação com as Escrituras, pois este tipo de jovem não tem tempo, nem coração pronto para isso.
Tudo em sua vida está voltado para o relacionamento. São as chamadas paixões e romances juvenis, que em muitas partes têm sido apoiadas pelas “igrejas modernas”, que patrocinam encontros juvenis e até encontros de casais solteiros, estimulando o jovem a gastar sua juventude atrás de um relacionamento e não de Deus.
Um relacionamento cristão não pode ser como o relacionamento ímpio, nem como a cultura ímpia! Temos a mente de Cristo e devemos seguir uma cultura bíblica, deve-se ter uma preparação para iniciar o relacionamento, devem haver condições para que um relacionamento seja sustentando.
Veja o que a Bíblia diz em Gn. 2.24: “Portanto deixará o homem seu pai e sua mãe, e apegar-se-à à sua mulher...” Preste atenção no padrão bíblico: não diz deixará o “menino” sua mãe... deixará o “adolescente” sua mãe... A Palavra diz: “deixará o homem”. Alguém maduro, capaz de sustentar emocional e financeiramente um relacionamento, uma pessoa preparada para um futuro matrimônio. É isso que a Bíblia ensina sobre relacionamento: o relacionamento só deve se iniciar quando o casal tem a intenção do matrimônio, e juntamente com a intenção, deve haver uma mínima condição do matrimônio. O que sair disso é apenas lascívia, satisfação da carne para ambos. Isso é pecado. Se não há propósito do matrimônio, o relacionamento não é bíblico nem é abençoado por Deus!

As festas gospel...
Querem inventar um tipo de evangelho para cada classe de cristão. Nesse caso um evangelho para jovens. Já que a maioria desses ministérios não confiam no poder do Espírito Santo e na Sua capacidade de convencer o pecador, nem são capazes de atrair os jovens pela pregação do Evangelho. Assim, trazem formas alternativas de atrair os jovens, como as “festas gospel”, fazendo disso um ministério, usando camisas coloridas, frases fortes e até “cara-pintada”, dizendo: “somos jovens cristãos radicais”.
Ao invés desses jovens estarem crescendo em conformidade com o caráter de Cristo, estão envolvidos e gastando suas energias nessas atividades, satisfazendo a carne em “festas” que não promovem a santificação e a edificação de nenhum jovem. O único propósito desses eventos é a satisfação pessoal. E aquilo que os jovens não poderiam fazer no mundo, eles estão fazendo dentro da Igreja, e ainda com titulo de “ministério jovem”. Não vejo nada de radical nessas “festas”, nada de extravagante, nem vejo uma maneira do jovem estar cumprindo o que está escrito em Eclesiastes 12.1: gastar sua vida com Cristo.
Não existe um tipo de Evangelho para cada classe de cristão, o evangelho se estende para todas as pessoas de todas as classes, sexos e idade. Não temos que reinventar o Evangelho e trazer formas mundanas para atrair pessoas e mantê-las na Igreja, pois isso não é bíblico, não tem a aprovação de Deus.
Muitas pessoas usam o trecho no qual Davi aparece pulando diante da arca (1Cr. 15:25-29) para apoiar essa “doutrina gospel” e dizem que essas “festas” simbolizam a nossa alegria, “que temos que ser alegres”... Desculpe mas você deve estudar a Bíblia: 1º - Davi estava saltando diante da arca – que é a personificação da presença de Deus – com santidade, reverência e temor!
Entretanto não é isso o que acontece nessas “festas”: as danças e pulos são carnais, dão satisfação e prazer carnal, eles não estão fazendo nada com temo, muito menos com reverência, e ninguém ali está pulando diante da arca (que é a presença santa de Deus), pois ela não está e nunca estará presente nessas festas. 2º - Temos sim que ser alegres todo o tempo (Fp. 4.4), mas a nossa alegria vem da obediência a Cristo e a sua palavra, a alegria é fruto do Espírito Santo e esse fruto só vem mediante a santidade, pois o Espírito que traz o fruto é “SANTO” e não há santidade alguma nessas festas, nem qualquer sujeição às Escrituras... Como isso pode dar alegria a um crente genuíno?


Jovens cristãos radicais...
Você acha que isso é ser um jovem cristão radical: promover festas, pintar a cara, participar de acampamentos extravagantes? Isso não é o radical bíblico! Jovens radicais como a Bíblia ensina é ser como Estevão, como “o jovem Estevão”. A Bíblia narra que “Deus fazia prodígios pelas suas mãos” (At. 6.8). Você já parou para estudar o que significa a palavra “prodígio”? São milagres, coisas inexplicáveis, escândalos! Estevão virou sua geração de pernas para o ar: pregando o Evangelho, ganhando almas, não vivendo para si mesmo, não se perdendo em relacionamentos precoces, mas foi um jovem de profunda vida devocional com Deus, de entrega, de marcas, que chegou ao absurdo de ser o primeiro mártir da Igreja.
Veja o que Atos 7.56-60 narra a respeito desse jovem: “Mas ele, estando cheio do Espírito Santo, fixando os olhos no céu, viu a glória de Deus, e Jesus, que estava à direita de Deus. E, expulsando-o da cidade, o apedrejavam. E as testemunhas depuseram as suas capas aos pés de um jovem chamado Saulo. E apedrejaram a Estevão, que em invocação dizia: Senhor Jesus, recebe o meu espírito. E, pondo-se de joelhos, clamou com grande voz: Senhor, não lhes impute este pecado. E, tendo dito isto, adormeceu.”
E você continua achando que é um jovem extravagante, quando obedece a um líder de louvor que diz: “tira o pé do chão”? O que você faz obedecendo essas cosias não tem nada de extravagante. Dar “amassos” na sua namorada, usar as roupas que você usa, falar as cosias que você fala e fazer parte dessas “festas gospel” não tem nada de extravagante nem de radical! O jovem Estevão sim era radical, tendo feito tudo que fez em prol de Cristo, uma vida dedicada desde a juventude para Cristo e, quando foi apedrejado pelos seus piores inimigos disse: “Senhor não considere os pecados deles”.
Estevão estava querendo dizer: “mesmo nessa situação que estou passando eu os amo, quero vê-los na glória comigo. Perdoe eles. E dê a eles uma chance de receberem a Jesus e o precioso Evangelho do Cristo com quem eu vou me encontrar agora. Amém!

Os jovens Sadraque, Mesaque e Abede-Nego...
Outros exemplo de jovens radicais eram Sadraque, Mesaque e Abede-Nego, assim como Daniel, intentaram em seus corações não se contaminarem com os manjares do rei (Dn. 1:8-16). Note que atitude tremenda: quando todo um povo se deleitava com os manjares do rei, os prazeres, os benefícios da carne, a luxuria, o bem estar, a auto-satisfação, esses jovens nãonão se contaminaram – o que eles mostraram com isso? Que eram separados das práticas mundanas, eram santos! Santidade não é uma coisa que se vê hoje em dia no meio da juventude (separação do mundo).
Na atualidade, cada vez mais o jovem cristão é parecido com o mundo, com a sociedade mundana, não há diferença com os demais jovens mundanos, pois eles se vestem iguais, assistem a mesma coisa na TV, suas palavras são iguais, frequentam “quase” os mesmos lugares, ou seja, vivem se contaminando com as iguarias do rei - notem que todos os que se contaminarm com o manjares depois, quando o edito do rei é determinado para que todos se dobrassem, se ajoelhassem, diante da estatua, se dobraram diante da estatua – ao deus desse século – (Dn. 3).
Mas Sadraque, Mesaque e Abede-Nego, quando o edito real foi dado, dizendo “que todos deveriam adorar a estátua e que aquele que não a adorasse seria lançado no forno...”, o que eles fizeram? Preferiram ser queimados à traírem o seu Deus, à se dobrarem a um sistema ímpio e corrupto. Então, vendo que eles não se dobravam, o rei manda jogá-los na fornalha, sete vezes mais quente.
Oh! Meu querido, isso sim é ser radical, que coisa mais linda, que testemunho de fé, de entrega, que convicção ainda na sua juventude. Esses sim estavam gastando sua vida “nos dias da sua mocidade”, arriscando-a pela causa, pelo verdadeiroREI: O Senhor dos Exércitos! Não se importaram com a fornalha, nem com qualquer outra oposição, sendo lançados lá dentro.
É isso que a Igreja atual precisa, é desse tipo de jovens que a Igreja atual, que a Terra necessita: jovens ousados, intrépidos, que amam a Deus sobre todas as coisas, que não temem o rei, nem a fornalha e nunca se contaminarão com os seus manjares! E o final da passagem você já sabe: Jesus entrou e andou com eles na fornalha.
É isso que estou tentando dizer. Assim como esses jovens bíblicos e tantos outros, gaste sua juventude, use toda a sua força servindo a Jesus Cristo, obedecendo fielmente sua Palavra, adquira marcas, novas experiências a cada dia, cresça com homens mais velhos, como diz Provérbios 13.20. Faça visitas com eles em presídios, em hospitais, cultos familiares, siga seus conselhos, aprenda com sua reta conduta.
Esse é o tempo para que essas coisas aconteçam, tempo também de pregar o Evangelho, período no qual temos que ganhar o maior número possível de almas, pois temos disposição para ir e vir! A juventude é a época de abrir mão de muitas coisas, pois a maioria dos jovens são solteiros e podem dispor de tempo e recursos. Não hesite em pregar o Evangelho, a seara está madura: vá até ela, lance a preciosa semente, forme discípulos, crie um ministério pessoal... Quando você acha que vai ganhar almas? Quando você acha que vai ter disposição e tempo para caminhar com os discípulos até gerar Cristo neles, o que custará lhe muito? Quando você for mais velho? Quando for casado? Quando tiver filhos? Não, impossível!
A hora é agora, nos dias da sua mocidade. Vá meu filho, pois João escreveu: “jovens sois fortes” (1Jo. 2.14). Vá, Deus está adiante de você como um fogo consumidor, destruindo seus inimigos, quebrando as portas de ferro, os ferrolhos de bronze, alie à sua robustez, dinâmica, espontaneidade, o conhecimento bíblico e o poder do Espírito Santo, então ninguém irá te deter! Você poderá ser um novo profeta, um novo Elias desse tempo. Como eu disse: Vá!
Desenvolva também um relacionamento pessoal com Deus, tenha um ministério particular com Deus, quero dizer, uma vida devocional intocável. Cresça na comunhão, na intimidade, seja participante da natureza divina (2Pe. 1.4), pois então você se tornará um grande homem ou uma grande mulher de Deus. Eu sei que por ser jovem você está cheio de sonhos, planos e projetos futuros... Mas saiba: eles só se concretizarão segundo a vontade de Deus e Deus conhece cada um deles!
Tenho certeza que Ele colocará a própria vontade Dele em você e fará muitas vezes que a sua vontade automaticamente seja a Dele.
Seguindo todos esses passos teremos uma nação forte, uma sociedade honesta, uma Igreja poderosa e, principalmente, ministros do Evangelho com caráter, maduros, preparados e é isso que a Igreja atual mais necessita.
Esse de quem estou falando é você meu jovem, está tudo nas suas mãos. Que o Espírito Santo te convença e te leve a uma vida intensa com o Senhor e que você gaste toda ela na sua mocidade.
Paulo Junior
Igreja Aliança do Calvário
www.aliancadocalvario.com

sábado, 20 de novembro de 2010

SEIS LIÇÕES NO CAMINHO DE EMAÚS















É maravilhoso poder conhecer as Escrituras Sagradas, pois são elas que nos trazem o conhecimento da verdade que nos liberta do mal e nos faz mais que vencedores. A Palavra de Deus tem um poder sobrenatural, capaz de mudar a vida de qualquer pessoa, seja ela quem for: um bandido, um médico, uma prostituta, um rei, um mendigo etc. Ao ouvir a Palavra de DEUS, o homem nunca mais será o mesmo. Já estive presente em cultos - ditos evangélicos - e saí da reunião sem ouvir nenhuma Palavra de Deus. O resultado foi uma grande decepção! Outras vezes nem estava dentro de um Templo e pude ouvir e entender a palavra de Deus. Quando uma pessoa assume o microfone e o púlpito de Igreja para ministrar a Palavra de Deus, ela está sob uma grande responsabilidade, que é trazer a todos os ouvintes a Palavra que o Espírito Santo tem para a Igreja naquele dia. Mas, infelizmente, as pessoas estão perdendo o temor a DEUS e qualquer um sobe no púlpito e fala o que acha que deve falar e não o que realmente o Espírito quer falar à Igreja. O resultado disso é frieza espiritual e, consequentemente, perda da fé. É triste o dia em que vamos à Igreja e saímos sem ouvir a voz de Deus. É triste quando vai passando o tempo e só ouvimos homens e mulheres, cheios de orgulho próprio, pregar aos nossos ouvidos e não à nossa alma, palavras que são carnais e vazias. Palavras que não quebrantam nosso coração. Mas, quando Jesus fala, tudo é tão diferente! A Bíblia, em Lucas 24.13 -35, traz seis grandes lições do dia em que dois discípulos encontraram Jesus no caminho de Emaús. A Bíblia diz que eles caminhavam juntos, conversando sobre Jesus e faziam perguntas um ao outro.


1. A primeira lição é: Se quisermos ouvir Jesus, temos que estar meditando, conversando e interessados em saber mais sobre Ele (foi por isso que Jesus se juntou a esses discípulos no caminho de Emaús).


2. A segunda lição é: Jesus nos faz entender sua Palavra. Lc 24:25: “Ó néscios e tardos de coração para crer tudo o que os profetas disseram!” Ao dizer isso, Jesus começou a lhes explicar o que toda a Escritura, desde de Moisés e por todos os profetas, falava sobre Ele.


3. A terceira lição é: A presença de Jesus é agradável. Lc 24.29: “Fica conosco , porque já é tarde, e já declinou o dia”. Os discípulos, mesmos sem ainda perceberem que aquele homem que conversava com eles era o Mestre Jesus, desejavam sua companhia.


4. A quarta lição é: Jesus aceita o convite para entrar em nosso lar e participar de nossa vida. Lc 24.29-30: “E entrou para ficar com eles. E aconteceu que estando com eles à mesa, tomando o pão, o abençoou e partiu-o e lho deu”.


5. A quinta lição é: Jesus se revela. Lc 24.31: “Abriram-se então os olhos e o conheceram”.


6. A sexta lição é: Quando Jesus fala faz arder o coração Lc 24.32: “E disseram um para o outro: Porventura não ardia em nós o nosso coração quando, pelo caminho, nos falava e quando nos abria as escrituras?” Graças a Deus por sua Palavra que nos faz conhecer o Senhor e Salvador de nossas almas: o querido Mestre Jesus que esteve com os dois discípulos no caminho de Emaús e nos deixou esta promessa: Mt 18.20: “Porque onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome ,aí estou eu no meio deles”.

www.achandotesouros.blogspot.com

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

JESUS AMA e VOCÊ ?

A príncipio pelo título alguns podem ter se questionado, não se preocupem é o nosso censo crítico moldado pelos dogmas os quais nos foram implantadas. A idéia totalmente equivocada de que se sou crente não posso amar o homossexual. Não estou falando do amor “eros”, mais do amor Ágape ou phileo.

Amar o homossexual não é o mesmo que amar o homossexualismo. Devemos exortar, e sermos contra o pecado, mais amar como Cristo o Pecador.

Os amos por um simples motivo, porque Deus os amou primeiro, pois antes de tudo Deus os viu mesmo informe e os escolheu, e o mesmo mundo que rejeitou o JESUS, MESSIAS, REDENTOR, rejeitou também a esses, rejeitou o tamanho sacrifício que ELE fez por amor a TODOS, pois ELE nos amou.

Isso é incrível, ELE nos amou mesmo com todas as imperfeições, com todas as falhas, com todos os erros, ELE nos AMOU, ELE simplesmente nos amou!

O preconceito de muitos crentes, infelizmente, leva-os a uma postura de completa ignorância a respeito do homossexualismo e de como lidar com os homossexuais que se convertem a Cristo. Por isso, muitos homossexuais sofrem calados depois de sua decisão por Cristo. Apesar de precisarem muito de apoio, acabam se fechando por falta de amor cristão firme e compassivo. Esses dois traços do amor têm que estar presentes, tanto a firmeza quanto a compaixão.

Nenhum homossexual ao converter-se pode ficar fora do convívio da igreja, mas deve submeter-se à orientação pastoral para seu próprio bem-estar espiritual, emocional e social.

Não olhe para estas pessoas com os olhos de Cristo: elas são como ovelhas sem pastores, são seres humanos como nós, não são ETs. Não olhe para elas com ar de reprovação, mas de amor e misericórdia.

Não seja preconceituoso: Jesus nunca se importou com o que a pessoa era ou deixava de ser, assim como a mulher samaritana, a prostituta, e outros, mas a sua preocupação sempre foi ajudar esta pessoa num todo.”O que queres que eu te faça?”. Jesus combatia o pecado e não o pecador. Lance todo o preconceito de lado.

Não aponte ao homossexual apenas o seu pecado de Homossexualismo de imediato: Em momento algum mencione o pecado que está em evidência. A pergunta é a seguinte: Será que o pecado desta pessoa é somente o ser homossexual? Claro que não. Ela mente, trai, suborna, fala mal dos outros, ira-se com facilidade. Será que você se identificou com alguns destes pecados? Resumindo: Você não é melhor do que ela. Não coloque-se na posição de juiz, mas de conselheiro; não seja acusador pois este é o papel do diabo, apenas o instrua segundo a palavra de Deus. Jesus disse a mulher prostituta: Mulher, onde estão aqueles teus acusadores? Nem Eu tampouco te condeno; vai e não peques mais. Somos agentes de salvação, não de destruição.

Não se precipite: Geralmente quando estas pessoas aceitam a Cristo, logo querem que fale grosso, deixe seus trejeitos, providenciam uma namorada para ele, não é mesmo? Isso não funciona. Esta pessoa lutará para sempre com este pecado. Caso ela não queira casar-se, qual o problema? O grande problema é se ela não quiser mudar de atitudes, não viver em santidade; e santidade é um processo, ou você deixou de mentir automaticamente, ou deixou de olhar para a mulher dos outros num passe de mágica? Não será você que vai convencê-la do seu pecado, mas o Espírito Santo. Sua função é continuar pregando.

Renato Jr. - Blogueiro, articulista, teólogo em formação.

Fontes: Foram utilizadas algumas idéias do projeto Evangeliza Brasil.

sábado, 16 de outubro de 2010

Pedido de ORAÇÃO

Amados,
Recebi hoje esse comentário em uma postagem do blog que na verdade é um pedido de intercessão conto com a união entre nós irmãos em Cristo Jesus.

ORE PELA MINHA MÃE ,CREIO QUE DEUS ABENÇOA A QUALQUER UM SEJA JUSTO SEJA INJUSTO POR AMOR DAQUELES QUE ELE AMA,(MARIA JOANA MOREIRA FERREIRA) ,TEVE UM AVCE,E ESTA NAS MÃO DE DEUS.DESDE JÁ AGRADESO A DEUS PELA VITORIA,ROBERTO CARLOS FERREIRA (IPV VR)


Tiago 5:14-15

14 Está alguém entre vós doente? Chame os presbíteros da igreja, e orem sobre ele, ungindo-o com azeite em nome do Senhor;

15 e a oração da fé salvará o doente, e o Senhor o levantará; e, se houver cometido pecados, ser-lhe-ão perdoados.

O cristão como intercessor
"Antes de tudo, pois, exorto que se use a prática de ,súplicas, orações e intercessões, ações de graça, em favor de todos os homens" (1 Tm. 2:1).
"...e orai [também] uns pelos outros, para serdes curados e restaurados [a um vigor espiritual de mente e coração]. A fervorosa (sincera, continua) oração do justo torna um tremendo poder disponível (dinâmico em sua operação)" (Tg. 5:16 - Amp).
O intercessor é aquele que se coloca entre Deus e (os homens, a favor destes, para pleitear sua causa, como se fosse própria. É aquele que se coloca entre vivos e mortos para que cesse a praga (Nm, 16:4.
É aquele que tem o seu espírito afinado ao Espírito de Deus e consegue captar os pesos do Seu coração e se devota a orar por outros, sob Sua liderança, até que o cetro de Deus se levante, isto é, até que a causa seja ganha.

A intercessão visa alterar circunstâncias contrárias à vontade perfeita de Deus, levando-as a se harmonizarem com a mesma. O crente é o canal de Deus na terra, não só da proclamação da Sua Palavra, da Sua vontade e obra da Redenção, mas também de intercessão.

Como isso funciona? Sintetizando o que estamos procurando transmitir, diríamos:
1 - Deus tem um propósito pará o homem em Seu coração. Esse propósito tem sido revelado na Bíblia e em Cristo.
2 - Jesus intercede junto ao Pai de acordo com esse propósito. Como representante do homem no Céu, Jesus fala por ele.
3 - O Espírito Santo ouve o que Jesus fala e revela Seus desejos ao espírito do crente. É ali que Ele habita e faz o elo de ligação entre Deus e o cristão. Ele traz o que está no coração de Deus para o coração do crente.
4 - O intercessor fala e ora em linha com a revelação recebida pelo Espírito Santo. Quando ele abre a boca para orar movido pelo Espírito, uma perfeita harmonia se estabelece entre o Céu e a terra.
5 - É desencadeada a manifestação do poder de Deus nas circunstâncias a serem alteradas e que foram objeto de oração, provocando uma mudança.

Fonte: AMEV

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

NÃO IMPEÇAIS OS PEQUENINOS...




















Deixai vir os pequeninos a mim e não os impeçais, porque dos tais é o Reino de Deus (Mc 10.14).
Jesus, em um momento de indignação, proferiu essas palavras aos seus próprios discípulos que repreendiam as pessoas que traziam as crianças para Jesus as abençoarem. Essas palavras ecoam até hoje nos ouvidos daqueles que temem ao Senhor! O primeiro alerta dessas palavras do Mestre é:


1- As crianças estão sendo impedidas de virem até Jesus. Vivemos uma época onde um aparelho de TV se faz mais presente na vida de uma criança do que seus próprios pais. Na correria do dia a dia muitos pais preferem deixar seus filhos no sossego de um sofá, acompanhados pela péssima programação infantil das TV’s ou expostos ao perigo real dos jogos virtuais. Trabalho em uma loja e, nesses dias que antecedem o dia das crianças, o que mais vendi foram brinquedos e roupas do personagem Bem 10 (Esse personagem é uma criança que recebe poderes para se transformar em seres alienígenas). É uma febre maldita no meio secular e também evangélico. Conheço crianças cristãs viciadas no desenho e em tudo o que se diz respeito a esse monstrinho. Fora esse, tem também o tal do Naruto (um garoto que recebe um demônio para viver dentro dele e é capacitado pelo mesmo para vencer suas lutas). Ou seja, essas crianças estão sendo impedidas de chegarem até Jesus, pela péssima influência televisiva e diabólica. E a grande responsabilidade está em cima dos pais! Muitos porque não sabem do perigo, outros, simplesmente por relaxo.
2- O segundo alerta é: As crianças querem Jesus. Nascemos pecadores e precisamos de um Salvador; as crianças só saberão disso quando esse evangelho for apresentado a elas. As crianças precisam ouvir que existe um Deus poderoso que fez o céu a terra e tudo o que existe na terra e no mar. Crianças precisam saber que, por amor, Deus enviou Jesus ao mundo para morrer em uma cruz por todos nós. Assim elas querem estar perto desse Deus grandioso que tem todo o poder. Um Deus que ouve as orações que crianças fazem; um Deus que as conhece desde o ventre se suas mães; um Deus que garante um futuro brilhante, feliz e de paz eterna.
3- O terceiro alerta do Mestre Jesus é que Ele não aceita que alguém atrapalhe uma criança vir até Ele. Quando vocês, pai e mãe, permitem que seu filho veja novelas, filmes, jogos, desenhos que podem contaminar a mente inocente de uma criança, você se torna um obstáculo para que seu filho chegue a Jesus. Quando você sai apressadamente para a Igreja e deixa seu filho em casa ou na companhia de pessoas não cristãs, estando assim exposta ao mau exemplo de outras famílias onde Jesus não é o Senhor de suas vidas, você está impedindo seu filho de chegar até Jesus. Seja você o meio pelo qual seu filho ouve falar do evangelho. Seja você o melhor exemplo de um cristão. Seja você o pai que ensina seu filho no caminho em que deve andar. Seja você a pessoa que leva uma criança até Jesus!

www.achandotesouros.blogspot.com

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

PERDENDO A CABEÇA













Geralmente essa expressão é usada para explicar que alguém está ficando tão nervoso que já não consegue mais pensar ou medir seus atos, portanto, se tornando capaz de fazer qualquer coisa. Ontem, enquanto participávamos de um encontro entre amigos, conversávamos sobre vários assuntos e, claro, como somos todos cristãos, não deixamos de comentar sobre o que vemos e o que sentimos a respeito da situação da Igreja nesses últimos dias. Foi aí que escutei essa pérola da indignação: “A igreja sem Jesus é uma mula sem cabeça!” Eu ri tanto disso, mas não é que faz sentido? A Bíblia nos diz em Efésios 1.22-23: “E sujeitou todas as coisas a seus pés e, sobre todas as coisas, o constituiu como cabeça da Igreja, que é o seu corpo; a plenitude daquele que cumpre tudo em todos”. Irmãos, com a atual condição que vive a Igreja de Jesus, podemos sim afirmar que ela está perdendo a cabeça. Se Jesus é a cabeça do corpo que é a Igreja, essa deveria ser sempre orientada por Ele, viver conforme Ele manda, respeitar em todo tempo as suas ordens - mas não é isso o que vemos. Imagine um corpo sem cabeça. Quem enviaria os comandos para o coração bater no ritmo? Quem ordenaria que os rins filtrassem o sangue? Quem colocaria em ordem as imagens que vemos? O corpo sem cabeça é um corpo inerte: não vê, não ouve, não fala, não sente. Assim é a Igreja sem Jesus! Isso explica tantos escândalos em nosso meio, tanta falsidade, tanta mediocridade. O corpo está desorientado, desequilibrado, porque não anda respeitando mais o comando da cabeça. Jesus veio ao mundo salvar o que estava perdido e lhe dar a oportunidade de viver em comunhão novamente com o Pai Eterno. O homem que, por pecar, perdeu toda a glória de Deus, tem, em Jesus, seus pecados perdoados e sua comunhão restaurada. Mas se esse mesmo homem abre mão da obediência às ordens divinas e da santidade exigida, (porque sem ela ninguém verá a Deus) ele está condenado a sofrer o juízo que virá sobre toda a raça humana. Só Jesus salva, só Ele pode perdoar pecados, só Ele garante a vida eterna e o céu. E a Igreja precisa estar devidamente ligada a Ele, que é a cabeça desse corpo, para que tenha vida e cumpra nessa terra a sua missão, que é proclamar as boas novas de salvação para o todo o mundo. Para a meditação de todo o Corpo de Cristo: Antes seguindo a verdade em caridade, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo, do qual todo o corpo, bem ajustado e ligado pelo auxilio de todas as juntas, segundo a justa operação de cada parte, faz o aumento do corpo, para sua edificação em amor (Ef 4.15-16). Que a Paz do Senhor Jesus reine em nossos corações. AMÉM!


www.achandotesouros.blogspot.com

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

AH SE VOCÊ SOUBESSE!















Tem certas coisas na vida que passam despercebidas. Todos percebem que uma mulher está grávida quando sua barriga começa a crescer, mas nem todos sabem o porquê desses nove meses dentro do ventre materno. A palavra de Deus, no livro dos salmos, capítulo 139 e verso 15 diz: Os meus ossos não te foram encobertos quando no oculto fui formado. No verso 16 podemos ler: Os teus olhos viram o meu corpo ainda informe. Por mais desenvolvida que esteja a ciência hoje, nunca o homem poderá chegar ao conhecimento dos mistérios de Deus. A vida é um mistério Divino que começa e termina quando Ele quer. Por mais modernos que sejam os aparelhos de ultrassom que permitem ate mesmo fotografar um feto no ventre, somente Deus pode dar o fôlego de vida e conhecer o futuro desse ser. Mas são tantos os que ainda não se renderam diante desse Deus e vivem seus dias como se tudo fosse por acaso e sem sentido. Nascem, crescem, se casam, têm filhos, se separam, perdem o respeito pelo próximo, morrem... Parece que esse é o conceito de vida que têm os homens sem Deus. A vida não é tão “normal” assim como pensamos! Certa vez uma mulher foi buscar água em um poço (coisa normal) e um homem lhe pediu um pouco de água para beber (nada normal). Esse homem era judeu (coisa extraordinária) e a mulher uma samaritana (dois povos inimigos). Essa era para ser só mais uma ida ao poço para buscar água e se tornou a coisa mais importante da vida dessa mulher. Mas ela não sabia. Ela não sabia que aquele homem era diferente, ela não sabia que Ele podia fazer milagres, ela não sabia o seu nome, não sabia o porquê dele falar com ela. Mas Ele sabia quem ela era e tudo o que ela fazia. Esse homem continua a se encontrar com várias outras pessoas pelo mundo a fora, talvez não mais em uma fonte a pedir água, porém, muitas vezes em um folheto, outras em um culto ao ar livre, nas igrejas que adoram o Seu nome, na boa atitude de um conhecido, na voz daquele que prega a salvação. E muitas outras pessoas continuam a se indagar: Quem é esse homem e por que Ele vem até mim? Mas a resposta desse homem continua a mesma de João 4.10: Se tu conheceras o dom de Deus e o que te diz: Da-me de beber, tu lhe pediria e Ele te daria água viva. Ele vem até você porque foi enviado para isso. Ele é a prova do tamanho do amor do Criador pelo homem pecador, que em Jesus se torna filho de um Pai Eterno. Aceite Jesus e viva eternamente!