quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Governo do Irã declara guerra aos Cristãos !





As autoridades iranianas confiscam milhares de Bíblias, destróen uma igreja, e fecham webs como parte de uma ofensiva oficial contra o cristianismo
A agência cristã iraniana “Mohabat News” menciona como fonte a Majid Abhari , um acessor do comitê de assuntos sociais do Parlamento de Irã, que refere que nos últimos dias nas cidades de Zanjan e Abhar, Estado de Zanjan, foram confiscadas umas 6.500 Bíblias .
Segundo a agência de notícias do governo Mehr, a ação foi necessária já que “os missionários cristãos tem uma campanhia milhonária com publicidade enganosa para que a opinião pública e a juventude (de Irã) se apartem do islam“ .
Por sua parte o ayatolá Hadi Jahangosha expressou também sua preocupação pela ” expansão do cristianismo entre os jovens”, citando a disponibilidade de programas cristãos de televisão por satélite, livros e outros objetos . “É responsabilidade de todos em Irã que façam seu este assunto e cumplam seu papel na difusão do Islam puro, lutando contra as culturas falsas e distorcionadas”.
Abhari disse que as Bíblias confiscadas “havian sido feitas com a melhor qualidade de papel, em tamanho de livro de bolso.” E acrescentou que “o importante neste assunto a ser considerado pelas polícias, pelos juizes e líderes religiosos é que todas as religiões estão fortalecendo seu poder para enfrentar-se ao Islam, porque se não ,que sentido tem este grande número de bíblias?”
 TEMPLO DESTRUIDO
A retirada das Bíblias se produz em meio a uma crescente pressão sobre as igrejas cristãs, como ocorreu recentemente na cidade sudeste de Kerman, onde as autoridades locais destruiram uma das principais igrejas da cidade , acrescentou Mohabat News, um meio de comunicação produzido por ativistas dos direitos humanos e dos cristãos iranianos.
Existe a preocupação de que os edifícios das igrejas cristãs em outras cidades também possam ser atacados e destruídos.
Quanto a postura do Governo iraniano, em nada trata nem atua diante da destruição do templo em Kerman, mas deixaram claro que querem “defender” os valores islâmicos de Irã.
Os lideres das Igrejas cristãs iranianas denunciam que o governo do presidente Mahmoud Ahmadinejad está preocupado pelos muitos muçulmanos que se estam convertendo ao cristianismo em um pais onde já tem ao menos 100.000 cristãos, em comparação com somente aproximadamente 500 crentes conhecidos em 1979 , segundo estimações dos próprios representantes dos grupos cristãos.
A princípios de novembro de 2010 agentes da polícia e guardas revolucionários iranianos tomaram 300 Bíblias de um ônibus depois de sua inspeção e logo as queimaram no bairro de Darishk, relataram os cristãos da região.
 ATAQUES A WEBS CRISTÃS
Por outro lado deram a conhecer que o regime do Irã está atacando as webs em língua persa que se opõem a fé islâmica chiíta. Entre as webs mais afetadas pelos ataques se destaca a mesma agência Mohabat News , que serve aos cristãos de Irã e dos países vizinhos. O ataque mais recente ocorreu recentemente em 19 de agosto de 2011, os atacantes islamistas iranianos sobrecarregaram o servidor dessa agência de notícias, durante três dias. Este ataque não é algo novo pois já em fevereiro se generou uma situação similar.
Não é nada feito em segredo. O Ministério da Segurança da República Islámica de Irã tem se vangloriou por ter éxito em eliminar uma rede de Internet, que segundo as autoridades havían “Feito propaganda anti-religiosa no ciberespaço”, referindo-se concretamente as webs cristãs, ainda que em Irã, “anti-religioso” pode significar qualquer coisa, desde ateu até muçulmano no chiíta”.
O Ministério informou ainda que foram detidas várias pessoas por sua suposta implicação nesta rede anti-religiosa; e que o Governo estabeleceu um comitê especial para regular o acesso à Internet e controlar aos usuarios.
Informações: www.protestantedigital.com

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Jesus a água que sacia



O espírito de Deus pairava por sobre as águas, com estas palavras começa o projeto de Deus. Gênesis 1:2 (parte b). Disse Deus: Ajuntem-se as águas debaixo dos céus num só lugar, e apareça a porção seca. Gênesis 1:9.

Assim nasceu o nosso planeta. Surgiu entre águas, podemos comprovar isto, pois cerca de 71% da superfície da terra é coberta por água em estado líquido, do total desse volume, 97% aproximadamente, está nos oceanos, 2% em estado sólido nos pólos e apenas 1% deste total é distribuído entre rios, lagos e lençóis subterrâneo. São poucas quase nada, as reservas de água doce se compararmos o volume total de água do nosso planeta. Não para por aí, o nosso corpo é constituído grande parte de água, comprovadamente não há vida sem água, tudo gira em torno dela.
Hoje o tema mais discutido para o futuro é justamente a água, prevê-se que nas próximas décadas ou séculos não será o petróleo o líquido predominante entre as nações e sim a água. Graças a Deus o nosso país é privilegiado, pois temos grande, se não for a maior, reserva de água doce do planeta. O que seria de nós se não fosse a água? Conseguimos viver por um período sem comer, só tomando água, mas não sobreviveríamos sem ela. Hoje existe um grande conflito na Ásia, entre Israel e a Jordânia justamente por causa da água, pois o rio que abastece aquela região é o rio Jordão onde está sendo desviada a água, causando assim este conflito.
Que líquido é este que nós brasileiros não damos tanto valor, e na Ásia se matam por ele.
Amados, vemos toda esta briga por um líquido perecível, que bebemos agora, saciamos por algum momento a sede e mais à frente sentimos sede novamente. Irei falar de uma água mais preciosa que esta a qual relatei.
Certa ocasião o Senhor Jesus cansado de uma jornada repousa juntamente a uma nascente, conhecida como a nascente de Jacó, e se aproxima dEle uma mulher samaritana. 
E disse Jesus: dá-me de beber, João 4: 7.
Disse-lhe, pois, a mulher samaritana: como, sendo tu judeu, me pedes de beber a mim, que sou mulher samaritana (porque os judeus não se comunicam com os samaritanos)?E Jesus respondeu e disse-lhe: Se tu conheceras o dom de Deus e quem é o que te diz: Dá-me de beber, tu lhe pedirias, e ele te daria água viva. João 4:09-10.  O que Jesus quis dizer com “água viva”? No AT, muitos textos comparam a sede de Deus à sede de água (Sl 42:1, Is 55:1; Jr 2:13; Zc 13:1). Deus é conhecido como a fonte da vida (Sl 36:9) e a fonte de água viva (Jr 17:13). Ao dizer que poderia dar a água viva que sacia pra sempre a sede de uma pessoa em relação a Deus, Jesus afirmou ser o Messias. Somente Ele é capaz de satisfazer o desejo da alma de alguém.
Embora Jesus estivesse com sede a grande mensagem que nos deixa era de saciar a sede espiritual daquela mulher. Jesus mostra para aquela mulher que bebendo daquele poço ela teria sede novamente, mas da água que Ele lhe desse nunca mais ela teria sede.
Esta água é tão preciosa que é capaz de matar a sede dos homens não por um momento, mas por toda eternidade, e ainda torná-los em uma fonte, fonte esta de água viva.
Hoje esta água está disponível para todo aquele que com sede, vem saciar -se, assim como aquela mulher samaritana fez, faça também. Se o mundo compreendesse beberia desta água, e seria salvo por ela.

Jesus a água que sacia.

 Amém!
Por Josiel Dias ( via: Mensagem edificante para a alma)

domingo, 27 de novembro de 2011

Cumpre o teu ministério!


"Tu, porém, sê sóbrio em tudo, sofre as aflições, faze a obra de um evangelista, cumpre o teu ministério" [II Timóteo 4:5].

Cumprir o ministério não é buscar conforto, mas conversões... Não é a ganância por lucros, e sim por trabalho...
Não é esperar o aplauso dos homens, e sim receber aprovação de Deus... 

Um ministério não é procurado, é recebido... O ministério não é um palco de sucesso, mas uma arena de combates... O ministério não é um camarim onde se coloca uma máscara para exercer um papel que não somos... Ministério é um campo de trabalho cuja essência é a integridade.

Ministério não é uma feira de vaidades; A vaidade ministerial é a ante-sala do fracasso. Não há ministério sem tensão, sem dor ou lágrimas... Exercer o ministério é como cruzar um deserto escaldante; Fazer parte do ministério é a arte de engolir sapo e vomitar diamantes.

Ministério não é uma sala VIP com tapete vermelho, É enfrentamento com lutas sem trégua... Ministério não é parque de diversões nem colônia de férias. No ministério se tem oposição de fora e pressão de dentro.

Texto de Leonardo Cardoso
Pastor da Assembléia de Deus - Ministério Brás
Cidade Tiradentes, Zona Leste da capital paulista.

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Carlos Dorneles desmente pedido de demissão da Record




Na sexta-feira (18), o portal UOL, do grupo Folha, publicou uma chamada mentirosa dizendo que o jornalista Carlos Dorneles  pediu para sair da “TV Record”. Apesar de ter sido publicamente desmentido pelo próprio Dorneles, o UOL insistiu em manter a informação incorreta e deu destaque por mais de 44 horas, na home page de sua editoria de televisão, à chamada abaixo:
O blogueiro Maurício Stycer, antes de publicar a informação falsa às 7h de sexta-feira, sequer ouviu a Record e o repórter sobre um suposto afastamento de Carlos Dorneles da emissora. O próprio Dornelles mandou um e-mail ao colunista para desmentir o que havia sido publicado. Às 17h43, Stycer levou ao ar apenas parte do texto de Dorneles, mas não mudou muito o conteúdo e a informação errada ficou no ar durante quase todo o fim de semana.
Acompanhe abaixo:
sty2
Na sequência, o blogueiro do UOL destilava dados sobre uma suposta crise no departamento de jornalismo da emissora, dizia que “outros repórteres experientes, quase todos com longa história na Globo” também tinham manifestado incômodo e citava ter confirmado o ocorrido com “três profissionais da Record, que pediram anonimato”.
A Record, ao tomar conhecimento da “notícia” – vale ressaltar que a emissora não foi procurada pelo colunista – emitiu um comunicado em resposta que foi editado pelo blogueiro. Ou seja, Maurício Stycer e UOL não publicaram a versão da Record na íntegra.
Principal vítima do post, o repórter Carlos Dorneles estava em uma gravação quando foi surpreendido pela “notícia” e fez questão de enviar, pessoalmente, um e-mail ao jornalista do UOL. Às 17h43, Stycer levou ao ar apenas parte do texto de Dorneles, inserido ao final de sua coluna.
Às 18h18, o colunista publicou novo post (título abaixo), sem, no entanto, mostrar ao internauta a indignação completa do repórter da Record – editou uma vez mais.
sty3
Na sequência, o UOL trocou a chamada em sua home page por esta:
sty4
Carlos Dorneles autorizou o R7 a publicar a íntegra de sua mensagem, conforme pode-se ler abaixo:
Maurício,
Espero ter a chance de dizer para os seus leitores, com a publicação desta resposta, que você errou feio quando publicou uma nota a meu respeito na sua coluna.
1) Eu nunca pedi demissão da TV Record. Se uma, duas ou três das suas “fontes” disseram isso, mentiram.
2) Tive, sim, reuniões na semana passada em que pedi mudanças especificamente no trabalho que venho desenvolvendo na emissora. Em nenhum momento, falou-se em  “incômodo com novas orientações do Jornalismo” ou em “insatisfação com a queda de audiência do Jornal da Record”.
3) Fiquei sabendo do meu “pedido de demissão” por você, enquanto estava fazendo uma reportagem na zona sul de São Paulo. E fiquei pasmo. Como pode sair uma nota  dessas sem que a pessoa envolvida seja procurada? Significa que, sob o artifí­cio das duas, três ou quatro hipotéticas “fontes” que você ouviu na Record, tudo pode ser publicado, seja qual for o disparate?
E seja qual for o interesse por trás de tudo isso?
Carlos Dorneles
Informações:  R7

Livre para voar - Elias Silva

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Ex-BBB se torna pastora evangélica e afirma: “Fui resgatada das trevas”





A ex-BBB Bruna Tavares se converteu em 2008 e agora prega em igrejas como missionária, segundo informou o site EGO. Bruna participou da sétima edição do reality show da Globo e chegou a namorar um dos participantes e também a posar seminua para revistas masculinas.
A conversão aconteceu depois que ela se separou do também ex-BBB Alberto Cawboy de acordo com um texto em seu site pessoal que diz: “Ao sair e ver o que havia acontecido aqui fora, frustrou-se e a infelicidade tomou conta de sua vida. Em março de 2008, terminou um relacionamento, se converteu e segurou firme em Jesus para não soltar nunca mais (…) Com o seminário de teologia concluído em dezembro de 2010, Bruna é Missionária e ministra da Palavra do Senhor em tempo integral desde outubro de 2008″.
A mudança de religião também trouxe mudanças na aparência de Bruna que antes adotava as madeixas loiras e usava roupas decotadas, hoje ela voltou a usar os cabelos escuros e não usa mais decotes. “Aquela outra Bruna que vocês conheceram tinha um enorme vazio”, disse ela para uma rádio carioca.
Em um vídeo postado no Youtube no mês de agosto Bruna Tavares aparece pregando em uma Assembleia de Deus dizendo que não importa ganhar dinheiro, mas ganhar almas.

domingo, 20 de novembro de 2011

Repórter Deixa ‘TV Record’ Desiludido Com Jornalismo Da Emissora!



  • 10
     
Repórter deixa ‘TV Record’ desiludido com jornalismo da emissora
Carlos Dorneles, um dos repórteres mais experientes da televisão brasileira, pediu para sair da “TV Record”. Ele se mostrou insatisfeito com a maneira como vem sendo conduzido o jornalismo na emissora, que investe em reportagens para tentar desqualificar os rivais religiosos daIgreja Universal, como no programa Domingo Espetacular, exibido no último domingo, atacando o movimento pentecostal.
Em meio à uma crise de audiência, aparentemente a situação está sendo contornada, mas o clima entre os profissionais que compõem o jornalismo da emissora não é bom.
Além de Dorneles, outros repórteres renomados, com longa passagem pela “TV Globo”, têm se mostrado incomodados com as novas orientações do jornalismo, voltada para recuperar a audiência perdida. “Não estou fazendo jornalismo, estou fazendo entretenimento”, desabafou um profissional da emissora que preferiu não se identificar.
O maior alvo das reclamações é o editor Rafael Gomide, responsável pelos programas “Câmera Record” e “Repórter Record”. Também é Gomide que assina a reportagem sobre o “cai-cai” nas igrejas pentecostais.
Durante os Jogos Pan-Americanos, o veterano Paulo Henrique Amorim, apresentador do “Domingo Espetacular”, teve um desentendimento com Gomide, e este se tornou público. “Comigo você não mexe”, teria dito Amorim ao editor.
Informações: Blog do Mauricio Stycer (Uol)

sábado, 19 de novembro de 2011

Veja como é interessante que os relatos bíblicos se encaixam bem com as evidências históricas.


senaqueriba personagem b%25C3%25ADblico ezequias bibliacenter 10 Personagens históricos importantes para a Bíblia
Baixo relevo assírio. Foto: Sean Willian (Flickr)
Senaqueribe (681 A.C) – Rei assírio que sucumbiu diante do Anjo do Senhor.
Esse rei foi descrito no Antigo Testamento como instrumento de Deus (2Rs 20:12-18; Is 39:1-7), que guiou seu exército contra Seu próprio povo a fim de puní-lo pela idolatria. Com o arrependimento do povo, no entanto, enviou um anjo exterminador que massacrou as tropas assírias perto de Jerusalém.
assuero xerxes personagens biblicos bibliacenter 10 Personagens históricos importantes para a Bíblia
Xerxes. Imagem filme: 300
Xerxes ou Assuero (519 a 466 a.C) – Rei persa que casou-se com Ester
Um dos personagens centrais do Livro de Ester. A história relata a relação entre o Assuero e Ester, uma judia que havia ficado em Susã mesmo após a reconstrução de Jerusalém. Homem poderoso, filho de Dario e neto de Ciro, o Grande. Bastante conhecido do público, devido ao filme 300 onde representava o principal inimigo do povo espartano onde foi interpretado pelo brasileiro Rodrigo Santoro.
alexandre grande personagens b%25C3%25ADblicos bibliacenter 10 Personagens históricos importantes para a Bíblia
Estátua de Alexandre Magno. Foto: Steven Evans (Flickr)
Alexandre, o Grande (356 a 323 a.C) – responsável pela tradução do Antigo Testamento para o grego
Pra quem não sabe Alexandre, o Grande, ou Alexandre Magno, foi um rei macedônio de antes de Cristo que conquistou quase todo o mundo antigo. Discípulo de Arístoteles, preservava a cultura dos povos conquistados. Simpático ao povo judeu (no qual havia conquistado em 332 a.C) principalmente pelas histórias fantásticos do Deus de Israel. Incentivou a tradução do Antigo Testamento para a língua grega.
rainha saba salomao personagens biblicos bibliacenter 10 Personagens históricos importantes para a Bíblia
Dança da Rainha de Sabá. Imagem filme: Salomão e a Rainha de Sabá
Rainha de Sabá (século X a.C) – visitou Israel para conhecer a sabedoria do Rei Salomão.
Rainha do reino de Sabá, que compreendia o territória atualmente da Etiópia ao Iêmen, foi mencionada nos livros de I Reis e 2 Crônicas como uma importante rainha que ouviu falar sobre a grande sabedoria do Rei Salomão, na ocasião ela trouxe vários presentes ao rei. Há algumas lendas que falam de um provável romance entre a rainha e Salomão, porém sem maiores evidências.
augusto cesar imperador romano personagens biblicos biblia center 10 Personagens históricos importantes para a Bíblia
Estátua do Imperador Augusto César. Foto: Wikipedia
Augusto César (63a.C a 14d.C) – Imperador na época do nascimento de Jesus Cristo
Conhecido por ser o primeiro Imperador romano. Inicialmente subordinado a Júlio César com o tempo tornou-se superior a este, inaugurando um período único na história de Roma. Seu governo ficou conhecido pela Pax Romana, um momento de paz e prosperidade do Império. Este cenário foi perfeito para o nascimento do Senhor Jesus Cristo.
dario persia personagens biblicos daniel bibliacenter 10 Personagens históricos importantes para a Bíblia
Dário I. Imagem ilustrativa site: templodeapolo.net
Dário I (521 a 486a.C) – Rei persa quando o profeta Daniel foi jogado na cova dos leões.
Importante rei da Pérsia, responsável pela expansão do Império Medo Persa no mundo antigo. Pai de Xerxes, nunca conseguiu conquistar o território grego, essa foi sua grande frustração. Na Bíblia narra que era ele que dominava o povo de Israel nos últimos anos de vida de Daniel, inclusive foi enganado pelos sátrapas a assinar um edito que proibia qualquer pessoa a fazer petições a outra divindade ou pessoa a não ser ao Rei Persa.
ramses egito farao exodo bibliacenter personagens+biblicos 10 Personagens históricos importantes para a Bíblia
Ramsés II – Museu Egípcio de Turim. Foto: Hans Ollermann.
Ramsés II (~1279 a.C. e 1213 a.C) – Importante faraó durante o tempo que Israel esteve no Egito
Este faraó com certeza foi um dos maiores governantes do Egito, viveu mais de 90 anos e reinou no Egito por aproximadamente 67 deles. Alguns apontam que foi ele o faraó na época do Êxodo, mas não temos maiores vestígios que comprovem isto. Uma coisa temos certeza, que uma das cidades celeiros mencionadas no primeiro capítulo do livro do Êxodo carrega o seu nome.
nero imperador roma personagens biblicos bibliacenter 10 Personagens históricos importantes para a Bíblia
Nero. Estátua de Roma. Fonte: Google
Nero (37 a 68d.C) – Imperador na perseguição aos cristãos no Novo Testamento
Uma das figuras mais controversas do Império romano. Filho de Agripina, importante para sua ascensão ao poder, teve um início de governo sem muitos problemas, porém deixou o seu egoísmo tomar conta de si e foi protagonista de momentos cruéis da história do Império. Um de suas loucuras mais famosas foi quando mandou queimar Roma e colocou a culpa nos cristãos. Provavelmente quando Paulo apelava ao Imperador, ele se remetia a Nero.
ciro grande persia personagens biblicos bibliacenter 10 Personagens históricos importantes para a Bíblia
Ciro II, o Grande. Imagem filme: Cyrus The Great
Ciro II, o Grande (reinou 559 a 530 a.C) – Rei persa que decretou o fim do exílio judeu na Babilônia
Filho de Cambisses foi responsável pela conquista da Babilônia e várias outros reinos importantes do mundo Antigo. Teve bastante destaque nas profecias bíblicas de Isaías, na qual o colocava como um enviado direto de Jeová para livrar do cativeiro o povo de Israel. O interessante é que os livros de Isaías, Esdras, Daniel e 2 Crònicas colocam Deus tratando Ciro de uma forma muito especial, alguns acreditam que Ciro chegou a se converter ao Deus de Israel.
Nabucodonosor babilonia personagens biblia bibliacenter 10 Personagens históricos importantes para a Bíblia
Nabucodosor olhando para os Jardins Suspensos. Imagem: Google
Nabucodonosor (632 a 562 a.C) – responsável pelo cativeiro judeu na Babilônia
Por muitos chamado Rei dos reis. Fundou o primeiro mega império da antiguidade, famoso também pela a construção de uma das sete maravilhas do mundo antigo, os Jardins Suspensos da Babilônia. No entanto, na Bíblia a sua importância maior foi levar o povo judeu para o cativeiro e a destruição do Templo. Nos primeiros capítulos do livro de Daniel ele tem papel de destaque, porém o mais interessante é o capítulo 4 desse mesmo livro, pois narra a conversão desse rei ao Deus Todo-Poderoso de Israel.
Olha que interessante:
Isaias 46:9-10: “Lembrai-vos das coisas passadas desde a antiguidade; que eu sou Deus, e não há outro Deus, não há outro semelhante a mim. Que anuncio o fim desde o princípio, e desde a antiguidade as coisas que ainda não sucederam; que digo: O meu conselho será firme

Via: http://www.anoticiagospel.com.br

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

A História do Rei Davi

Renata Dominguez interpretará Bate Seba As gravações da minissérie Rei Davi produzida pela Rede Record continuam a todo vapor, algumas imagens já foram gravadas no Canadá e nos próximos dias a equipe seguirá para a cidade de Diamantina, Minas Gerais, para continuar gravando.

Fora isso a série que vai contar a história de um dos maiores personagens bíblicos também vai ter imagens gravadas no Rio de Janeiro e na cidade cenográfica instalada na central da emissora, o Recnov. Para poder representar a juventude de Davi até o fim de seu reinado, os artistas passaram por workshops para aprender a cerca do contexto histórico da época, sobre a unificação das tribos de Israel e outras informações necessárias.

Os homens tiveram aulas de luta para poder aprender a trabalhar com armamentos da época, espadas, escudos, arco e flechas. Já as atrizes participaram de cursos de dança, tear e culinária local.

Os personagens que aparecem andando de cavalos também tiveram aula de equitação e participaram de aulas de história para tirar dúvidas sobre os costumes e comportamentos da época. A emissora ligada a Igreja Universal do Reino de Deus não mediu esforços para produzir essa minissérie, a terceira com tema bíblico que está sendo produzida por eles. A emissora também já divulgou um vídeo com algumas cenas de Rei Davi que deve estrear em breve.                    

                                        Assista aqui via : R7

A fé que mais cresce no mundo ainda é o cristianismo, especialmente os pentecostais




Segundo o estudo anual “Estado das Missões Globais” o número de ateus e não religiosos diminui a cada dia no mundo. “Especificamente, neste milênio (de 2000 a 2011) a categoria ‘não religiosa’ perde cerca de 700 adeptos por dia, enquanto os ‘ateus’ perdem 300. Ou seja, nos últimos 11 anos, os “infiéis” perderam 2,7 
milhões de adeptos e os ateus, 1,37 milhão.
O segmento de fé que mais cresce são os evangélicos, adicionando cerca de 60.000 fiéis por dia. Em seguida vem o catolicismo, que aumenta 34 mil pessoas por dia. No Islã nascem 79 mil fiéis diariamente e no Hinduísmo, 37.000.
Comparando esses números com 1970 (em plena revolução sexual no Ocidente e ateísmo comunista na Europa) percebe-se que, em 41 anos, o ateísmo perdeu 28 milhões de adeptos. Por outro lado, pessoas que se denominam ‘não-religiosas’ cresceram mais de cem milhões. Devido à queda dos regimes comunistas, muitos que antes se declaravam ateus agora dizem apenas ser ‘não-religiosos’. Da mesma forma, na China, no Vietnã e em outros países comunistas, muitos preferem dizer que são ‘não religiosos’ em vez de ateus.

Portanto, no século 21 o número de ateus irá diminuir enquanto as religiões continuarão crescendo. Isso inclui a recuperação do Judaísmo (15,1 milhões em 1970 e menos de 14 em 2000) que agora tem 14,9 milhões de membros.

Os seguidores de outras religiões estão distribuídos da seguinte forma:
- O cristianismo, com todas as suas variantes, soma 2,3 bilhões de pessoas, aumentando 94 mil pessoas por dia (entre protestantes, católicos e ortodoxos).
- Muçulmanos, com quase 1,580 bilhão de adeptos, cresce a uma taxa de 79.000 fiéis por dia.
- O Hinduísmo conta hoje com 952 milhões de adeptos e aumenta em 37 mil a cada dia.
- O Budismo tem 468 milhões fiéis, somando mais 13.800 por dia.
- Taoísmo chinês e o confucionismo já são 457 milhões, ganhando 9.300 seguidores por dia.
- As religiões étnicas totalizam 269 milhões de seguidores, aumentando cerca de 9.000 por dia.
Estima-se que ainda há no mundo dois bilhões de pessoas que nunca ouviram a mensagem do evangelho de forma clara. Outros 2,680 bilhões já ouviram falar ou conhecem um pouco, mas não são cristãos.

Entre os cristãos

A Igreja Católica totaliza 1,160 bilhão de fiéis, de acordo com este estudo, ganhando mais 34 mil por dia.
As igrejas protestantes (incluindo os anglicanos) totalizam 1,125 bilhão de fiéis no mundo.
O total de pentecostais é 612 milhões, crescendo 37 mil por dia.
Os protestantes “tradicionais” são 426 milhões, acrescendo 20.000 por dia.
Os anglicanos, principalmente da África e Ásia, totalizam 87 milhões, com mais 3.000 se unindo a eles a cada dia.
Finalmente, a igrejas ortodoxas possuem 271 milhões de seguidores, ganhando apenas 5.000 por dia.
O estudo entende que as “seitas cristãs” (Testemunhas de Jeová, mórmons, grupos que duvidam da Trindade ou da divindade de Jesus, etc …) são apenas 35 milhões, crescendo a uma taxa de 2.000 por dia.

Mais Dados

É preciso entender que a maneira mais fácil de fazer um grupo crescer é pelo nascimento. Quanto mais filhos, mais fácil é de ajudar a sua tradição religiosa. Outra forma é a conversão. Mesmo sendo menos fácil de contabilizar, especialmente onde são proibidas, ocorre aos milhões a cada ano. A situação mais comum é um cônjuge aderir à religião do outro.
Outro dado curioso é que em 2011, estima-se que são colocadas mais de 71 milhões de Bíblias (em suas diversas versões) no mundo a cada ano. Calcula-se que existe hoje 1.740 bilhão de Bíblias disponíveis no planeta, muitas delas de forma clandestina.
Traduzido e Adaptado por Gospel Prime de Protestante Digital

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Pr Joel Engel explica o real início da unção, em resposta à Record



O pastor Joel Engel, avivalista que participou do início da unção no Brasil e no Canadá, conta detalhes da verdadeira história do começo do movimento, em resposta à reportagem exibida na Rede Record.
A reportagem, que busca denegrir o movimento pentecostal, já foi criticada pela cantora Ana Paula Valadão e pelo pastor Silas Malafaia.

Como o ministério Catch The Fire também aparece na matéria, Joel Engel pode expor aqui o real sentido da unção do Espírito e de que forma ela é ministrada.

O mover do Espírito com manifestações de risos e de cair embriagado não começou em Toronto, mas muitos anos antes no Sul do Brasil com o pastor Joel Engel, na cidade de Faxinal do Soturno-RS.
-Na época aconteceram tantos milagres de cura que os consultórios médicos começaram a fechar. Os drogados foram libertos, os traficantes desapareceram da cidade, todos se converteram. Acabou a violência na cidade e o pr. Engel foi processado acusado de curandeirismo. A perseguição foi tanta que as autoridades nacionais tiveram que intervir.

“Muitas vezes tentaram nos matar e quando a perseguição tornou-se insuportável Deus interviu. Foi em 1986, quando eu orava com gemidos inexprimíveis do Espirito Santo, que tive a visão de uma bola de fogo que caía sobre a cidade e a arrebatava até os céu banhada de ouro. Naquele momento 52 pessoas foram batizadas com o Espirito Santo e começaram a falar em novas línguas e a serem usadas por Deus para curar os enfermos e expulsar demônios”, explica Engel.

O fato de pessoas comuns tornassem ministros de Deus irritou alguns pastores que temiam perder seu rebanho e passaram a perseguir Joel Engel.
“Padres, pastores, feiticeiros, maçons, políticos, assassinos, promotores, juízes, repórteres da Globo e outros  nos perseguiram  dia e noite por causa da Unção e os milagres que estavam acontecendo”, conta o pastor.

- Deputados constituintes na época defenderam a liberdade de culto usando o exemplo da perseguição que a igreja católica moveu contar o pr. Engel.
O pr. visitou o governador Pedro Simon na época para pedir sua intervenção no caso e acabou orando pelo Governador que entregou sua vida á Cristo.
Engel lamenta que no passado foram os católicos que se opuseram à unção e hoje os que se dizem evangélicos é que o estão perseguindo.

- Em 1990 o pr Engel  ministra no 1º Seminario sobre a unção em Curitiba, ao qual mais de duas mil pessoas de várias partes do mundo assistiram.

O Bispo Edir Macedo e outros pastores detonaram o acontecido e conseguiram abafar o mover no Brasil, mas ele foi levado a outros países como Argentina, Canadá e Estados Unidos.
Enquanto muitos diziam que o movimento não era de Deus e iria acabar, ele foi aumentando e ganhando espaço em Toronto e demais localidades.

- Anos depois foi dito que este mover que acontece em Toronto era para o Brasil, mas os religiosos conseguiram abafar e parar o que Deus queria fazer, então a nuvem de avivamento foi para Argentina e John Arnot foi até lá buscar a unção.
—————–
Engel ministra Seminários ensinando que a Unção tem Propósito e que o objetivo final da unção é:
 ”GANHAR ALMAS SALVAR VIDAS E LEVANTAR UM POVO PREPARADO E DISPOSTO Á SERVIR O SENHOS COM PAIXÃO E PREPARAR O CAMINHO PARA A VOLTA DE JESUS”
LC: 1:13 a 17 – Esta é a Unção de Elias multiplicada que Deus está enviando para igreja hoje. Pessoas que a recebem tornam-se poderosas e fervorosas como Elias e João Batista e dão a vida por Jesus. Estes “NOVOS UNGIDOS” receberão poder para serem testemunhas de Cristo (At 1:8) até os confins da terra (…) Estes UNGIDOS receberão poder para PREPARAR O CAMINHO para a VOLTA DE JESUS Lc 3.3 a 16 (…) Estes novos ungidos terão poder ESPECIAL NESTE TEMPO – Ap 11: 3 a 14
Jesus disse: O maior dos profetas nascidos de mulher é João Batista, mas o menor no Reino dos Céus é maior que João Batista, mas o menor (UNGIDOS COM A UNÇÃO QUE HOJE DEUS ESTÁ DERRAMANDO)é maior que João Batista.
O Pr. Joel Engel registrou a ESCOLA PROFÉTICA CATCH THE FIRE DO BRASIL justamente para realizar seminários  ensinando sobre a Unção e desmistificando o que foi criado em torno dela.
Em setembro de 2011 Engel trouxe o Catch The Fire para o Brasil .Veio com ele uma equipe de pastores liderados por Bruno Ierullo ministrar na ESCOLA PROFÉTICA DE  ENGEL.
- Bruno Ierullo e os pastores do Canadá querem espalhar o “FIRE” pelo mundo todo e esta é a intenção de Engel também, por isso que ambos entram em aliança para promover seminário juntos apesar de serem duas pessoas jurídicas diferentes, ou seja:
Catch The Fire é hoje o nome da igreja de Toronto no Canadá (a igreja que aparece na reportagem) e Catch The Fire do Sul do Brasil é o nome que Engel registrou para realizar seminários sobre a Unção do Brasil.
“Em nossos seminários ensinamos o propósito da Unção. Não existe ninguém uivando como lobo, nem rastejando como cachorro. Nunca vi isso em Toronto. Existe, sim, alegria do Espírito Santo, manifestação do Espírito e de poder para curar e libertar”, conclui Engel.


Fonte: Assessoria
Via: Amigo de Cristo

Muçulmano é curado depois de aceitar Jesus



As bolhas estavam crescendo, espalhando-se do lado do rosto, pelo pescoço e no ombro. Sua orelha ficou tão deformada que quase se encostava ao ombro. Queimando com uma febre de 42 graus, Nasir Siddiki estava à beira da morte. Seu sistema imunológico não reagia. Ele sentia com dores agonizantes e estava aterrorizado. Mesmo se conseguisse sobreviver, os médicos achavam que ele ficaria com sequelas cerebrais.

Era outubro de 1987, quando o diagnóstico daquele rico executivo muçulmano era de um caso incurável de herpes-zoster. Segundo o médico que o atendeu, o pior que já tinha visto no Hospital Genal de Toronto, Canadá. Sua fortuna de mais de um milhão de dólares podia oferecer-lhe pouca esperança. Aos 34 anos, Nasir Siddiki jazia em seu leito de morte. Os médicos estavam prontos para preencher seu atestado de óbito na manhã seguinte.

Quase 24 anos depois, ele recorda que naquela noite, ele gritou pedindo ajuda a Maomé e a única resposta foi o silêncio. Desesperado, ele sentia como se estivesse se afogando. Sem saber a quem recorrer, gritou: “Deus, ajude-me!”.
Sendo muçulmano, Siddiki disse que não conhecia um Deus amoroso e que cura. Só conhecia Alá, a quem descreve como um “Deus distante e aterrador”.

Segundo testemunhou à revista Charisma, sua resposta não veio de Alá, mas de Jesus. “Uma luz entrou no quarto do hospital. Era como o contorno de uma pessoa. Eu não podia ver o rosto porque havia muita luz saindo dessa pessoa”, descreve Siddiki. ”Ele falava sem abrir a boca… e disse: ‘Eu sou o Deus dos cristãos. Eu sou o Deus de Abraão, Isaac e Jacó’. Sabia perfeitamente quem era. Quando percebi o que acontecia, estava acordado e as úlceras começaram a diminuir. Não havia explicação, pois na noite anterior os médicos haviam me deixado para morrer. Ainda não acharam uma explicação para o caso. Mas eu sei que o nome dele é Jesus”.

Os muçulmanos reconhecem Jesus como profeta, mas não como Filho de Deus. Depois de curado, saiu do hospital ainda confuso. Ele ainda precisava descobrir a verdade. Os médicos não entenderam o que aconteceu, mas não acreditavam nele. Siddiki foi liberado do hospital e logo ocorreu outro milagre.
“Lembro-me que na manhã seguinte era domingo eu acordei às 6 horas da manhã. Não sei dizer por que, mas quando liguei a televisão estava escrito na tela: “Jesus é o Filho de Deus?”. Coincidência? Eu penso que não. Sozinho na minha sala… em frente ao aparelho de TV, em lágrimas pedi a Jesus para ser o Senhor da minha vida. O fato de que Ele curou um muçulmano numa sexta-feira e o salvou no domingo mostra como é grande o Seu amor e sua misericórdia”, relata emocionado.
Siddiki comprou uma Bíblia e leu-a de capa a capa. Logo percebeu quem era o Jesus que cura. “Ele ama os muçulmanos e morreu pelos muçulmanos. Porque Deus amou o mundo e isso inclui todo mundo mesmo. Jesus morreu por todos”. Hoje ele segura uma foto mostrando o estado em que estava. Ainda possui pequenas cicatrizes daqueles ferimentos. Mesmo que a diferença mais significativa não seja física, é extremamente visível. Siddiki agora é um cristão.

Nascido no Paquistão, filho de mãe indiana e pai egípcio, que se orgulhava em ser descendente de um amigo íntimo do profeta Maomé, sua conversão lhe custou muito. Foi rejeitado pela família e amigos. Pouco tempo depois, Anita, sua esposa, também foi curada milagrosamente de esclerose múltipla. Juntos, eles têm ministrado cura a muitas pessoas.

Desde sua experiência tremenda em 1987, Siddiki passou a dedicar todo seu tempo ao Senhor. Hoje tem um ministério de ensino, usando televisão, rádio e faz campanhas, inclusive fora do seu país. Milhares de pessoas têm tomado uma decisão de seguir Jesus como resultado destas campanhas.
Ele entende que há esperança para todos os envolvidos no conflito entre israelenses e palestinos no Oriente Médio. Afirma que os soldados no campo de batalha estão sendo enganados e são cegos espiritualmente.
Assim como Deus o chamou para ser um obreiro, acredita que o Senhor ainda procura por mais trabalhadores. Ele encerra dizendo que ainda há muito para ser feito e a Igreja Ocidental não pode perder o foco. “As nações muçulmanas são a sua seara. Estas são pessoas que Jesus morreu”.
Fonte: Gospel Prime

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Você se divorciou recentemente?






Você se divorciou recentemente?
Muitos pastores e igrejas erram por não fazerem distinção entre a teologia do divórcio e novo casamento, com o mandado pastoral de ministrar em amor e com graça àqueles que tiveram o dissabor de passarem por uma experiência de divórcio. Ministrar aos divorciados não é, de maneira nenhuma, endossar a prática do divórcio.
Pensando nesta necessidade, alistei alguns conselhos práticos para aqueles que se divorciaram recentemente.
Cuide de si
Procure cuidar de sua saúde. O divórcio tem um impacto tão grande nas emoções que o corpo pode sofrer consequências. Cuide de suas emoções. Se achar que é preciso, não hesite em procurar ajuda terapêutica. Cuide de sua alimentação, comece a se exercitar, procure ter uma vida mais saudável, especialmente se filhos pequenos e adolescentes estão envolvidos nesse processo. Se você já viajou de avião, pode se lembrar daquela recomendação que as comissárias fazem, antes da decolagem. Se houver despressurização na cabine, coloque a máscara de oxigênio primeiro em si e depois nas pessoas que estão ao seu lado, especialmente nas crianças. Você precisa estar bem, para ajudar os seus filhos. Divirta-se!
Não se afaste da igreja
As igrejas, pelo menos muitas delas, já estão sabendo separar a teologia do divórcio da pessoa do divorciado. Faça parte de uma igreja que seja, de fato, uma família. Uma igreja acolhedora ajudará você a superar essa fase difícil.
Conecte-se com pessoas que já passaram pelo divórcio
Um grupo de ajuda poderá ser muito útil a você, nesse momento. Muitas igrejas, hoje, já têm grupos de adultos solteiros que fazem programações de entretenimento e atividades culturais, bem como servem de apoio espiritual. De preferência, procure um grupo que não esteja se reunindo com objetivo de arranjar casamento para seus membros.
Não fuja desse momento
Não sobrecarregue sua agenda para tentar esquecer sua dor. Se desejar chorar, chore. Elaborar o luto será importante para você prosseguir na vida de forma saudável.
Reveja seu orçamento
Divórcio mexe com o orçamento familiar. Converse com seus filhos sobre o novo momento e confie em Deus. Saiba que Ele não deixará faltar o que é necessário para a família.
Não fale mal do seu “ex” e nem use seu filho como arma
Muitos cometem estes erros: falam mal do “ex” para os filhos ou usam estes para ferir o próprio “ex”. Lembre-se de que o casamento acabou, mas a relação pais e filhos continua.
Perdoe!
Procure não guardar rancor do seu “ex” ou de sua “ex”. Perdoe a si mesmo. Perdoe seu ex-cônjuge. Guardar mágoa, rancor ou ódio só trará prejuízos para si mesmo.
Apegue-se a Deus
É verdade que Deus não deseja o divórcio, mas é verdade também que Ele ama, profundamente, todas as pessoas, inclusive os divorciados. Você é tão importante para Ele como aquele marido dedicado e aquela esposa amorosa de sua igreja.
Escrito por Gilson Bifano / Revista Comunhão

PERSEGUIDOS OU PISADOS...




Tanta gente sendo ridicularizada por causa de sua fé! Tanta gente ridicularizando a fé! Existe uma grande diferença entre ser perseguido e ser pisado. Nesta mensagem iremos analisar e ter a oportunidade de identificar de qual dos dois grupos fazemos ou iremos fazer parte: Perseguidos ou Pisados. Disse Jesus: “Bem aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça, porque deles é o Reino dos céus” (Mateus 5.10). Jesus afirma nessas palavras que quem sofre perseguição por causa da justiça é feliz. Lendo mais um pouquinho do Sermão da Montanha encontramos outra afirmação importante do Mestre: “Vós sois o sal da terra; e, se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta, se não para se lançar fora e ser pisado pelos homens” (Mateus 5:13). O que é ser perseguido? Ser perseguido é sofrer calúnias e agressões, muitas vezes até físicas, mesmo não tendo culpa alguma ou nenhum motivo. Ou, melhor dizendo, tendo um motivo chamado justiça (Mt 5.10) - justiça que encontramos na revelação de todo o Evangelho, nas Sagradas Escrituras. Temos vários exemplos de pessoas perseguidas: Estevão foi apedrejado por homens cheios de fúria por causa da verdade que pregava. A Bíblia diz que esse homem morreu de joelhos, orando por seus perseguidores (Atos 7. 54-60). Podemos ver a igreja de Jerusalém padecendo perseguição: E fez-se naquele dia, uma grande perseguição contra a igreja que estava em Jerusalém; e todos foram dispersos pelas terras da Judéia e Samaria, exceto os apóstolos (Atos 8.2). Quando olhamos a história da perseguição aos primeiros cristãos, encontramos um milagre: a conversão de Saulo em Paulo, de perseguidor a perseguido. E esse homem muito sofreu pelo Evangelho, como podemos ler em vários textos: “Recebi dos judeus cinco quarentenas de açoites menos um; três vezes fui açoitado com varas, uma vez fui apedrejado, três vezes sofri naufrágio, uma noite e um dia passei no abismo (2 Co 11. 24-25). Paulo segue contando sua luta pelo evangelho dizendo que correu muitos perigos e que muitas vezes teve fome e sede, frio e nudez. Também conta que uma vez puseram guardas na porta da cidade para o prenderem e que ele se escondeu em um cesto e dessa forma desceu pela janela para escapar da perseguição. Entre tantos outros exemplos, encontramos Tiago sendo morto à espada e Pedro sendo preso ( Atos 12.2-3). Mas o que é ser pisado? Devemos prestar atenção no que Jesus disse: “Se o sal for sem sabor não serve para mais nada, a não ser para ser jogado fora e pisado pelos homens”. Sabemos que o sal, além de temperar, também tem o poder de conservar. As pessoas que, conhecendo o Evangelho desprezam as verdades das Escrituras e vivem no pecado, são motivos de desonra para a causa de CRISTO e por isso não servem para mais nada, a não ser para serem humilhadas pelo mundo. O verdadeiro cristão sofre perseguição, os relaxados e desobedientes são pisados. Que soframos a perseguição sabendo que: “A nossa leve e momentânea tribulação produz para nós um peso eterno de glória mui excelente” (2 Coríntios 4.17). “Porque para mim tenho por certo que as aflições deste tempo presente não são para comparar com a glória que em nós há de ser revelada” (Romanos 8:18).

www.achandotesouros.blogspot.com

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Perguntas que os Evangélicos não querem responder























Por favor, alguém pode me explicar por que palavras como “paixão”, “fogo”, “glória”, “poder” e “unção” vendem muito mais CDs do que “graça”, “misericórdia” e “perdão”?
Por que aqueles que mais falam sobre “prosperidade” evitam sistematicamente textos como Tiago 2:5, I Timóteo 6:8 e Habacuque 3:17-18?
Por que se fala tanto em dízimo, defendendo-o com unhas e dentes, mas quase nada se fala sobre ter tudo em comum e outras coisas como “ajudar os domésticos na fé” e “não amar somente de palavra e de língua mas de fato e de verdade”? Em qual proporção a Bíblia fala de uma coisa e de outra?
Por que em Atos 4, quando os apóstolos foram presos, a igreja orou de forma tão diferente do que se ora hoje? Por que não aproveitaram a ocasião pra “amarrar o espírito de perseguição”, pra “repreender a potestade de Roma”, ou coisa semelhante?
Por que Atos 2:4 é muito mais citado como modelo do que era a igreja primitiva do que Atos 2:42?
Por que todo mundo sabe João 3:16 de cor, mas tão pouca gente sabe I João 3:16?
Por que 90% ou mais dos cânticos congregacionais modernos são na primeira pessoa do singular (EU), quando a proporção nos salmos é muito menor?
Por que todo mundo aceita que Jesus curou e colheu espigas no sábado, aceita também que Deus ordenou que seu povo matasse vários povos rivais, mas se escandaliza absurdamente quando alguém diz que Raabe fez certo ao mentir para preservar duas vidas? O que vale mais, em situação de conflito, que um soldado pagão saiba a verdade ou a vida de dois homens? Será que se Raabe tivesse dito a verdade, teria sido elogiada em Hebreus 11?
Por que quase tudo que se vende numa livraria cristã foi produzido nos últimos 50 anos, se nosso legado é de 2.000 anos de História do Cristianismo? O que aconteceu com os outros 19 séculos e meio?
Por que os cristãos creem que o homem foi nomeado por Deus como o responsável pela criação, e que tudo que Deus criou é bom, mas são os esotéricos os que mais lutam pela defesa do meio-ambiente?
Por que todos os ritmos de origem na raça negra até hoje são considerados por alguns como diabólicos?
Por que se canta tanto sobre coisas tão etéreas como “rios de unção” e “chuvas de avivamento”, ao passo que Jesus usava sempre figuras do cotidiano para ensinar, como sementes, pássaros e lírios?
Por que se amarra, todos os anos, tudo quanto é “espírito ruim” das cidades, fazendo marcha e tudo, mas as cidades continuam do mesmo jeito? Aliás, se os “espíritos ruins” já foram “amarrados” uma vez, por que todo ano eles precisam ser “amarrados” de novo?
Por que se canta todos os dias “Hoje o meu milagre vai chegar”? Afinal, ele não chega nunca? Que dia está sendo chamado de “hoje”?
Por que Jó não cantou “restitui, eu quero de volta o que é meu”, nem declarou ou amarrou nada, muito menos participou de “campanha de libertação” quando perdeu tudo?
Por que nós nunca vamos ao médico e pedimos, “doutor, dá pra queimar essa enfermidade pra mim por favor”? Por que então se ora pedindo isso pra Deus? Seria correto orar assim pra Deus curar alguém enfermo por causa de queimadura?
Por que não se faz um mega-evento evangélico, desses que reúnem um milhão de pessoas ou mais, pra fazer um mutirão para distribuir alimentos aos pobres ou ainda para recolher o lixo da cidade? Aliás, por que se emporcalha tanto as cidades com óleo e outras coisas nos tais “atos proféticos”? Não seria um melhor testemunho limpá-la ao invés de sujá-la?
Por que as rádios evangélicas tocam tanta coisa produzida por gravadoras ricas e nada produzido por artistas independentes?
Por que se faz apelo ao fim de uma “pregação” que não fez qualquer menção ao sangue, à cruz, ao arrependimento, ou sequer ao pecado?
Por que Deuteronômio 28:13 (“o Senhor te porá por cabeça, e não por cauda”) é tão citado, ao passo que I Coríntios 4:11-13 (“somos considerados como o lixo do mundo”) ninguém gosta de citar?
Será que ninguém percebe que algo anda muito errado com o evangelicalismo brasileiro?
Eu só queria saber…
***
Este foi um dos primeiros textos publicados no Púlpito Cristão em 2008. Três anos depois, as perguntas ainda são as mesmas e poucos se atrevem a respondê-las…

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Melissa - Agindo Deus quem Impedirá

Mara Maravilha, Joana Prado, Carla Perez e Sônia Lima


 

A coluna OMG do Yahoo publicou recentemente um álbum de fotos mostrando como anda a vida de grandes estrelas da PlayBoy. Entre as 10 que foram citadas encontramos quatro que hoje são convertidas e não topam mais ser capa de revistas masculinas.



Mara Maravilha é uma delas, hoje a cantora evangélica se arrepende de ter posado nua e não gosta de falar sobre esse trabalho que fez em 1990.
A ex-assistente de palco, Joana Prado (Feiticeira) também apareceu na lista do Yahoo. Ela foi considerada como um símbolo sexual no início dos anos 2000e posou para revistas masculinas por diversas vezes. Mas depois que se casou com o lutador Vitor Belford, Joana se converteu e hoje mantém uma vida de testemunho e assim como Mara, também se arrepende de ter aceitado esses trabalhos.
A apresentadora Monique Evans foi capa da revista 1993 e hoje se assume como evangélica e diz que não volta mais a tirar a roupa na frente das câmeras.

Sônia Lima também chegou a pousar nua para a revista em 1987 e 1991, quando estava no auge da carreira como modelo e também como jurada do programa de calouros. Ela, que também é atriz, passou a frequentar uma igreja evangélica quando seu esposo, Wagner Montes, passou por sérios problemas de saúde (ele também se converteu).

A cantora Simony chegou a se converter no ano de 1999, quando estava com síndrome do pânico, mas depois de um tempo resolveu abandonar a fé e voltar para o catolicismo.
A dançarina Carla Perez não aparece na lista do OMG, mas também foi capa de revistas masculinas quando pertencia ao grupo É o Tchan. Hoje casada e mãe de três filhos ela continua dançando, mas por ter se convertido redirecionou sua carreira para o público infantil e não aceita mais posar nua.

Via: Gospel Prime

sábado, 5 de novembro de 2011

Fique atento !!!

Posted: 04 Nov 2011 09:59 AM PDT

A Estratégia Mundial de Satanás

Deus entregou à humanidade o domínio sobre a terra e estabeleceu a teocracia como a forma de governo original deste mundo (Gn 1.26-29). Numa teocracia, o governo divino é administrado por um representante. Deus designou o primeiro homem, Adão, para ser Seu representante. Adão recebeu a responsabilidade de administrar o governo de Deus sobre a parte terrena do Reino universal de Deus.
Pouco tempo depois de ter dado esse poder ao homem, Satanás induziu Adão e Eva a se aliarem a ele em sua revolta contra Deus (Gn 3.1-13). Como resultado, a humanidade afastou-se de Deus e a teocracia desapareceu da face da terra. Além disso, com a queda de Adão, Satanás usurpou de Deus o governo do sistema mundial. A partir de então, ele e suas forças malignas passaram a governar o mundo. Conforme veremos a seguir, muitos fatores revelam essa terrível transição.

A Negação da Revelação Divina

Add caption
O reinado de Satanás sobre o mundo tem ocorrido de forma invisível, incentivando o surgimento de cosmovisões e filosofias contrárias à verdadeira realidade.
O diabo tinha autoridade para oferecer o domínio sobre o sistema do mundo a quem ele quisesse, inclusive a Jesus Cristo, pois essa autoridade lhe tinha sido entregue por Adão (veja Lc 4.5-6). Foi por isso que Jesus chamou Satanás de “príncipe [literalmente, governador] do mundo” (Jo 14.30). João disse que o mundo inteiro jaz no maligno (1 Jo 5.19) e Tiago declara que todo aquele que é amigo do atual sistema mundano é inimigo de Deus (Tg 4.4).
Até este ponto de nossa história, o reinado de Satanás sobre o mundo tem ocorrido de forma invisível. Trata-se de um domínio espiritual que incentiva o surgimento de cosmovisões e filosofias contrárias à verdadeira realidade. As Escrituras nos ensinam que, no futuro, Satanás irá tentar converter esse domínio espiritual e invisível em um reino político, visível e permanente – dominando o mundo inteiro. Para alcançar seu objetivo, Satanás precisa induzir a humanidade a buscar a unificação sob um governo mundial. Ele também tem de condicionar o mundo a aceitar um governante político supremo que terá poderes únicos e fará grandes declarações a respeito de si mesmo.
Utilizando-se da tendência secular e humanista da Renascença e de algumas ênfases propagadas pelo Iluminismo, o diabo conseguiu minar a fé bíblica de porções importantes do protestantismo e também determinadas crenças do catolicismo romano e da Igreja Ortodoxa. O resultado foi que, no final do século XIX e no início do século XX, o mundo começou a ouvir que a humanidade nunca havia recebido a revelação divina da verdade.
No entanto, o único modo pelo qual a existência de Deus, Sua natureza, idéias, modos de agir, ações e relacionamento com o Universo, com a Terra e com a humanidade podem ser conhecidos é através da revelação divina da verdade. Por isso, a negação dessa revelação fez com que durante o século XX muitas pessoas concluíssem que o Deus pessoal, soberano e criador descrito na Bíblia não existe; ou, se existe, que Ele é irrelevante para o mundo e para a humanidade.
Essa negação da revelação divina da verdade resultou em mudanças dramáticas, que tiveram graves conseqüências na sociedade e no mundo. Em primeiro lugar, ela levou muitas pessoas ao desespero. Deus criou os seres humanos com a necessidade de terem um relacionamento pessoal com Ele, para conhecerem o sentido e propósito supremos desta vida. A declaração de que Deus não existe ou é irrelevante provocou um vazio espiritual dentro das pessoas. Esse vazio levou ao desespero e à extinção da perspectiva de alcançar o sentido e propósito supremos desta vida. Satanás, então, ofereceu a bruxaria, o espiritismo, o satanismo, outras formas de ocultismo, a astrologia, o misticismo oriental, os conceitos da Nova Era, as drogas, algumas formas de música e outros substitutos demoníacos para preencher esse vazio e fazer com que as pessoas sejam influenciadas por ele.

A Negação dos Absolutos Morais

A declaração de que Deus não existe ou é irrelevante provocou um vazio espiritual dentro das pessoas.
A negação da revelação divina da verdade resultou também na negação dos absolutos morais. O argumento mais usado é: se os padrões morais não foram revelados por um Deus soberano que determinou que os indivíduos são responsáveis por suas ações, então os absolutos morais tradicionalmente aceitos foram criados pela humanidade. Assim sendo, uma vez que a humanidade é a fonte desses absolutos, ela tem o direito de rejeitar, mudar ou ignorá-los.
O resultado dessa racionalização falaciosa é que a sociedade acabou testemunhando uma tremenda decadência moral. Ela passou a rejeitar a idéia de que apenas as relações heterossexuais e conjugais são moralmente corretas, passando a desprezar e ameaçar cada vez mais os que defendem essa idéia. Movimentos estão surgindo em todo o mundo para redefinir legalmente o conceito de matrimônio e para forçar a sociedade a aceitar essa nova idéia, a abolir ou reestruturar a família e proteger a propagação da pornografia.
O assassinato de seres humanos parcialmente formados (aborto) já foi legalizado em muitos países. Algumas pessoas ainda insistem em dizer que não existe questão moral nenhuma envolvida no suicídio assistido, na clonagem humana e na destruição de embriões humanos em nome da pesquisa de células-tronco. O assassinato e a mentira passaram a ser aceitos como norma. Essa falência moral ameaça as próprias bases da nossa sociedade.

A Negação da Verdade Objetiva e de Seus Padrões

A negação da revelação divina da verdade resultou na conclusão de que não existe uma verdade objetiva que seja válida para toda a humanidade. Cada indivíduo seria capaz de determinar por si mesmo o que é a verdade. Assim sendo, aquilo que é verdade para uma pessoa não é, necessariamente, verdadeiro para outra. A verdade passou a ser algo subjetivo e relativo.
A racionalização nos levou à conclusão de que não há padrão objetivo pelo qual uma pessoa seja capaz de avaliar se algo está certo ou errado. Agora ninguém mais pode dizer legitimamente a outra pessoa que algo que ela está fazendo é errado. Seguindo essa racionalização, nunca se deve dizer a outra pessoa que seu modo de vida é errado, mesmo que, vivendo dessa maneira, ela possa morrer prematuramente. Também não será permitido que alguém diga a um adolescente que o sexo não deve ser praticado antes do casamento. Afinal de contas, ninguém tem o direito de impor seus conceitos de certo ou errado sobre os outros.
Essa negação da verdade objetiva e do padrão objetivo de certo e errado é propagada através de uma “redefinição de valores” promovida por escolas, por universidades, pela mídia, pela internet, por várias publicações, por alguns tipos de música e pela indústria do entretenimento como um todo. Algumas universidades, inclusive, já adotaram uma política que abafa qualquer expressão do que é certo ou errado por parte de seus alunos e professores. Esse tipo de atitude resulta em censura e intolerância.
A negação da verdade objetiva e dos padrões objetivos de certo e errado motivaram alguns a defenderem que os pais devem ser proibidos de bater nos filhos quando estes fizerem algo que os pais acreditam ser errado.

A Redefinição da Tolerância

Satanás ofereceu a bruxaria, o espiritismo, o satanismo, outras formas de ocultismo, a astrologia, o misticismo oriental, os conceitos da Nova Era, as drogas, algumas formas de música e outros substitutos demoníacos para preencher o vazio espiritual e fazer com que as pessoas sejam influenciadas por ele.
Isso tudo também resultou em um movimento que visa forçar a sociedade a aceitar um novo conceito de tolerância. A visão histórica da tolerância ensinava que as pessoas de opiniões e práticas diferentes deveriam viver juntas pacificamente. Cada indivíduo tinha o direito de acreditar que a opinião ou prática contrária à sua estava errada e podia expressar essa crença abertamente, mas não podia ameaçar, aterrorizar ou agredir fisicamente aqueles que discordavam dele.
Porém, a tolerância passou por uma redefinição. O novo conceito diz que acreditar ou expressar abertamente que uma opinião ou prática de uma pessoa ou de um grupo é errada equivale a um “crime de ódio” e, portanto, deve ser punido pela lei. Grupos poderosos estão pressionando o Congresso americano, por exemplo, para fazer com que esse novo conceito torne-se lei. Isso ocorrerá se for aprovado o que passou a ser conhecido como “lei anti-ódio”. Uma vez que nos EUA já existem leis contra ameaças ou prejuízos físicos causados a pessoas ou grupos de opiniões e práticas distintas, é óbvio que o objetivo desse projeto é tornar ilegal a liberdade de crença e de expressão. Se esse projeto for aprovado, os EUA passarão a ser mais um Estado totalitário, comparado àqueles que adotaram a Inquisição e o comunismo. [Tendências semelhantes se verificam na maior parte dos países ocidentais – N.R.]
Já que o mundo foi levado a acreditar que não há verdade objetiva válida para toda a humanidade e nenhum padrão objetivo que sirva para verificar se algo está certo ou errado, cada vez mais defende-se a idéia de que todos os deuses, religiões e caminhos devem ser aceitos com igualdade. Por isso, todas as tentativas de converter pessoas de uma religião para outra devem ser impedidas e as afirmações de que existe apenas um Deus verdadeiro, uma religião verdadeira e um único caminho para o céu são consideradas formas visíveis de preconceito. O pluralismo religioso está se tornando lugar-comum hoje em dia.
Se não há nenhum padrão objetivo para determinar o certo e o errado, então qual base uma sociedade ou um indivíduo pode usar para concluir que matar é errado? Isso incluiu os assassinatos praticados por médicos que fazem abortos ou os massacres provocados por psicopatas em escolas e em lugares públicos? Pois, talvez alguns desses atos violentos sejam resultantes do fato de seus autores terem concluído que, se não existe um padrão objetivo para determinar o que é certo e o que é errado, para eles é correto assassinar.
Se essa espécie de lei anti-ódio for aprovada, ela terá conseqüências drásticas. As pessoas que virem esse tipo de lei sendo posta em prática acreditarão que esse é o caminho correto. Mas, durante as campanhas eleitorais e nas sessões legislativas, os políticos poderão fazer acusações uns aos outros ou dizer que as ações dos seus oponentes são erradas?

O Desejo de Unidade

A negação da revelação divina da verdade gerou uma crescente convicção de que o objetivo da humanidade deve ser a unidade. O Manifesto Humanista II diz:
Não temos evidências suficientes para acreditar na existência do sobrenatural. Trata-se de algo insignificante ou irrelevante para a questão da sobrevivência e satisfação da raça humana. Por sermos não-teístas, partimos dos seres humanos, não de Deus, da natureza, não de alguma deidade.O argumento prossegue:
Não somos capazes de descobrir propósito ou providência divina para a espécie humana... Os humanos são responsáveis pelo que somos hoje e pelo que viermos a ser. Nenhuma deidade irá nos salvar; devemos salvar a nós mesmos.
À luz do pensamento de que a salvação da destruição total depende da própria humanidade, o Manifesto continua:
Repudiamos a divisão da humanidade por razões nacionalistas. Alcançamos um ponto na história da humanidade onde a melhor opção é transcender os limites da soberania nacional e andar em direção à edificação de uma comunidade mundial na qual todos os setores da família humana poderão participar. Por isso, aguardamos pelo desenvolvimento de um sistema de lei e ordem mundial baseado em um governo federal transnacional.
 
O assassinato de seres humanos parcialmente formados (aborto) já foi legalizado em muitos países.
Finalmente, o documento declara:
O compromisso com toda a humanidade é o maior compromisso de que somos capazes. Ele transcende as fidelidades parciais à Igreja, ao Estado, aos partidos políticos, a classes ou raças, na conquista de uma visão mais ampla da potencialidade humana. Que desafio maior há para a humanidade do que cada pessoa tornar-se, no ideal como também na prática, um cidadão de uma comunidade mundial?
A existência de instituições internacionais, como a Corte Internacional de Justiça e as Nações Unidas, os meios de transporte rápidos, a comunicação instantânea e a internacionalização crescente da economia fazem com que a formação de uma comunidade mundial unificada pareça ser possível. O tremendo aumento da violência, incluindo a ameaça de terrorismo que paira sobre todo o mundo, pode levar a civilização a uma governo mundial unificado em nome da sobrevivência.

A Deificação da Humanidade

A negação da revelação divina da verdade criou uma tendência em deificar-se a humanidade. Thomas J. J. Altizer, um dos teólogos protestantes do movimento “Deus está morto” da década de 60, alegava que, uma vez que a humanidade negou a existência de um Deus pessoal, ela deve alcançar sua auto-transcendência como raça, algo que ele chamava de “deificação do homem”. O erudito católico Pierre Theilhard de Chardin ensinava que o deus que deve ser adorado é aquele que resultará da evolução da raça humana.
Com tais mudanças iniciadas com a negação da revelação divina, Satanás está seduzindo o mundo para que caminhe em direção à unificação da humanidade. Ela ocorrerá quando todos estiverem sob um governo mundial único que condicionará o planeta a aceitar seu líder político máximo, o Anticristo, o qual terá poderes únicos e alegará ser o próprio Deus. -
Em Cristo – Aparecido Lopes